Notícias

Vendas de implementos crescem 25% em maio

De janeiro a maio de 2021, as vendas de implementos foram de 65.552 unidades. Ou seja, houve alta de 67,56% ante o mesmo período de 2020

Redação

07 de jun, 2021 · 4 minutos de leitura.

Vendas de Implementos" >
Crédito:Librelato/Divulgação
Vendas de Implementos recuam 8,3% de janeiro a julho

As vendas de implementos rodoviários no Brasil em maio de 2021 foram de 16.909 unidades. Ou seja, houve alta de 25% em relação a abril e de 161% em relação aos  6.454 emplacamentos registrados em maio de 2020. Segundo os dados divulgados nesta segunda-feira (7) pela Associação Nacional das Fabricantes de Implementos Rodoviário (Anfir).

Da mesma forma, o resultado do acumulado de 2021 é bastante positivo. Nesse sentido, de janeiro a maio as vendas de implementos foram de 65.552 unidades. Assim, houve alta de 67,56% ante os 37.332 implementos rodoviários vendidos no mesmo período de 2020.

Leia também:  e-delivery terá primeira energização feita pela Moura

A princípio, há três setores puxando a alta nas vendas de implementos: agronegócio, construção civil e serviços ligados à infraestrutura. Segundo informações do presidente da Anfir, José Carlos Spricigo.

Vendas de implementos para o exterior

Assim também, as exportações começam a apresentar recuperação. Segundo a Anfir, no acumulado de 2021 foram enviados ao exterior 1.424 implementos rodoviários. Portanto, houve alta de 170% ante as 531 vendas feitas nos cinco primeiros meses de 2020.

De acordo com a Anfir, quatro países vizinhos do Brasil lideram as compras. São eles, Chile, Paraguai, Bolívia e Uruguai.

Seja como for, Spricigo diz que a pressão causada pelo aumento dos preços vem atrapalhando o setor. Segundo ele, "a indústria do aço, por exemplo, ajusta os preços frequentemente.?

Alta dos preços dos insumos

De acordo com a Anfir, o aço representa 70% dos insumos utilizados na produção de praticamente todos os implementos rodoviários no Brasil. De janeiro de 2020 a março de 2021, o preço subiu, em média, 79%

O número é resultado de uma pesquisa feita pela Federação das Indústria do Estado de São Paulo (Fiesp). Segundo o presidente da Anfir, as empresas estão absorvendo boa parte dos aumentos. ?Não é possível repassar todas as altas ao cliente. E isso compromete a situação da indústria?, diz.

Desempenho por segmento

Por segmento, as vendas de implementos leves (carrocerias sobre chassi) somaram 25.773 unidades de janeiro a maio. Ou seja, houve alta de 49.61% os 17.227 emplacamentos feitos durante igual período do ano passado.

O destaque são as betoneiras. As vendas de implementos desse tipo cresceram 182,55%. Assim, passaram de 212 para 599 unidades. De acordo com a Anfir, isso é resultado do aquecimento do setor de construção civil em geral.

No mesmo sentido, as vendas de implementos pesados também cresceu. Ou seja, o segmento de reboques e semirreboques emplacou de 36.779 unidades. Portanto, houve alta de 82,93% ante as 20.105 vendas registradas no mesmo período de 2020.

Continua depois do anúncio

Por fim, o segmento de basculantes foi o que mais cresceu nas vendas de implementos no País, com alta de 114.87%. Assim, passou de 4.553 emplacamentos em 2020 para 9.783 em 2021.