Mercado

Vendas de caminhões usados cresceram 18,6% em 2021

Com os efeitos da pandemia e a crise dos chips na indústria de novos, mercado de caminhões usados registrou forte alta, com 403.294 unidades

Aline Feltrin

11 de jan, 2022 · 4 minutos de leitura.

caminhões usados
Mercado de caminhões apura queda de 8,6% em setembro
Crédito:VWCO/Divulgação
Mercado de caminhões usados cresce em 2021

As vendas de caminhões usados em lojas multimarcas somaram 403.294 unidades em 2021. Assim, de acordo com os dados da Federação Nacional dos Revendedores de Veículos Automotores, a FENAUTO, houve um crescimento de 18,6% sobre os 340.137 veículos comercializados em 2020. Na comparação com 2019, entretanto, o crescimento foi tímido: apenas 3% sobre as 372.247 unidades entregues naquele ano.

Ainda de acordo com os números da Fenauto, o avanço das vendas de caminhões usados no Brasil foi mais significativo que o de automóveis. Ou seja, o total de carros comercializados foi de 15.106.724 unidades, resultado 17,8% superior ao de 2020.

Conselheiro da Fenauto, Elis Siqueira, disse ao Estradão que a alta demanda por caminhões usados está diretamente relacionada aos motivos que todos já conhecem. Primeiro, porque 2021 foi um ano pandêmico e isso fomentou compras online, favorecendo o delivery e, consequentemente, a necessidade de investir em novos caminhões. Depois, porque as fábricas de caminhões enfrentaram problemas de desabastecimento de peças e componentes, como o caso dos semicondutores. E isso fez com que aumentassem as filas de espera e, dessa forma, os compradores passaram a buscar por modelos usados.

Alta nos preços

No entanto, a procura mais aquecida por caminhões usados fez os preços dispararem. De acordo com o Siqueira, a tabela ficou mais alta do que o normal. ?Especialmente para os modelos mais procurados como o Ford Cargo, Ford- 4000 e Volvo FH?, avalia.

Para se ter uma ideia do aumento, o preço médio de um Volvo FH 400 6x4 (ano 2012) na tabela FIPE, em dezembro de 2020, era de R$ 188.744,00. No entanto, um ano depois, em dezembro de 2021, o valor subiu para R$ 247.844, 00. Uma diferença de R$ 59.100.

Oportunidade de negócios

Por causa do aquecimento do mercado de caminhões usados, algumas montadoras começaram a apostar nesse segmento em 2021. Esse é o caso da Mercedes-Benz que montou a rede multimarcas SelecTrucks, com ao menos três lojas inauguradas durante o ano.

Na visão de Elis Siqueira, o avanço das vendas de usados em 2022 só deverá superar 2021 caso as fábricas não consigam produzir o suficiente para atender a demanda, conforme ocorreu no ano passado. ?Se a produção de caminhões 0-km se normalizar, o mercado de usados deverá a patamares normais?, finalizou o conselheiro da Fenauto.