Notícias

Vendas de caminhões usados crescem 17,1% em maio

Por causa da redução da oferta de caminhões novos, as vendas de caminhões usados deverão ficar aquecidas no segundo semestre

Aline Feltrin

09 de jun, 2021 · 3 minutos de leitura.

vendas de caminhões usados" >
Crédito:Foto: Mercedes-Benz

Depois do recuo em abril, as vendas de caminhões usados voltaram a crescer em maio. De acordo com dados divulgados pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), as lojas e concessionárias venderam 37.058 unidades, ou seja, 17,1% a mais na comparação com o mês anterior (31.646).

Na comparação com maio do ano passado, no entanto, o crescimento é de 149,23%. Isso porque em 2020 as lojas venderam apenas 14.869 unidades. A diferença significativa ocorre porque neste mesmo período do ano passado ocorria a fase mais aguda da pandemia com o comércio praticamente fechado.

Você também vai gostar de


Da mesma forma, houve aquecimento nas vendas no acumulado de janeiro a maio. Foram 160.823 unidades, ou seja, aproximadamente 66 mil unidades a mais sobre o mesmo período de 2020.

De acordo com o presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Junior, o mercado de veículos usados está aquecido tanto em transações em que são oferecidos na troca por um 0-km quanto de outro usado.

No acumulado até maio, a Mercedes-Benz foi a marca que mais vendeu caminhões usados, com 38.28% de participação. Em seguida, vem a Volkswagen Caminhões e Ônibus com 21.33%, Ford (16,3%), Scania (9%), Volvo (8,18%) e Iveco (4,11%).

Segundo semestre aquecido

Para o segundo semestre, a tendência é de que as vendas de usados avancem ainda mais. De acordo com o estatístico da Fenauto, associação que reúne lojas independentes, Elis Siqueira isso deverá ocorrer se a redução na oferta de modelos novos continuar.

Ele explicou também que o aquecimento do mercado de usados continua a inflacionar os preços. E  já há modelos em falta no mercado.

Segundo dados da Fenauto, suas afiliadas venderam 163.390 caminhões usados no Brasil nos cinco primeiros meses de 2021. Ou seja, crescimento de 68.5% sobre as 96.967 unidades vendidas no mesmo período de 2020.  No mês de maio, as lojas venderam 37.634 caminhões. Isso representa um acréscimo de 17.1% sobre as 32.135 vendas feitas em abril.