Mercado

Venda de caminhões cresce 48,6% no Brasil em 2021; veja lista

De janeiro a outubro deste ano, a venda de caminhões novos soma 104.826 unidades, ante 70.515 emplacamentos feitos em igual período em 2020

Andrea Ramos

04 de nov, 2021 · 4 minutos de leitura.

Venda de caminhões cresce 48,6% no Brasil em 2021; veja o ranking
Venda de caminhões cresce 48,6% no Brasil em 2021; veja o ranking
Crédito:Luft Logística/Divulgação
Venda de caminhões cresce 48,6% no Brasil em 2021; veja o ranking

A venda de caminhões novos cresceu 48,6% no Brasil em 2021. De janeiro a outubro, foram feitas 104.826 emplacamentos. Por sua vez, no mesmo período de 2020 as vendas somaram 70.515 unidades. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (4) pela Fenabrave, federação que reúne as associações de concessionárias de veículos no País.

Contudo, em outubro as vendas caíram 4,13% em relação às 11.565 unidades de setembro. No mês passado, foram 11.087 unidades. Seja como for, na comparação com as 7.965 vendas de outubro de 2020 houve alta de 39,20%. Conforme a Fenabrave, no acumulado de 2021 a Mercedes-Benz lidera as vendas por marca. Em outras palavras, tem 29,80% de participação de mercado.

Em seguida está a Volkswagen/MAN, com 29,30% dos emplacamentos no período. Logo depois vem a Volvo, na terceira posição, com 17,05% de participação. A Scania ficou com a quarta colocação, com 12,31% do bolo.  Ao passo que a Iveco responde por 6,49% das vendas e a DAF, por 4,33%. Além disso, como é praxe os pesados lideram a venda de caminhões por segmento.

Pesados representam 51% da venda de caminhões novos

Assim, de janeiro a outubro a participação da categoria foi de 51,14%. Depois vêm os semipesados, com 26,26% das vendas. Em terceiro lugar estão os leves (9,34%) e em quarto, os médios (8,68%). Por fim, os semileves fecham a lista com 4,58% das vendas.

Segundo a Fenabrave, o Volvo FH 540 teve 7.271 emplacamentos de janeiro a outubro de 2021. Com isso, é o caminhão mais vendido de 2021. Em seguida está o Scania R 450, com 5.648 vendas. Na terceira posição está o Volkswagen Delivery 11.180, com 4.998 unidades emplacadas. Com isso, tomou a posição do DAF XF, que caiu para a quarta posição ao somar 4.422 vendas de janeiro a outubro.

O segmento de implementos rodoviários não para de crescer. No acumulado de 2021, são 75.238 vendas. Ou seja, houve alta de 40,29% na comparação com o mesmo período de 2020. Em números absolutos, foram emplacados 53.631 implementos rodoviários de janeiro a outubro deste ano.

Implementos em alta e ônibus patinando

Do mesmo modo, na comparação de outubro com setembro também houve alta nas vendas. Assim, no mês passado foram emplacados 6.940 implementos rodoviários. Ou seja, um aumento de 1,63% em relação às 6.829 unidades vendidas em setembro.

Por sua vez, as vendas de ônibus novos continuam patinando. Em outubro, foram emplacadas 1.199 unidades. Seja como for, houve um tímido aumento de 3,10% ante as 1.163 vendas de setembro. Porém, no acumulado de 2021 o setor registra retração.

Segundo dados da Fenabrave, de janeiro a outubro de 2021 foram emplacadas 14.858 unidades. Ou seja, houve um recuo de 0,44% na comparação com as 11.924 vendas registradas no mesmo período do ano passado.

Venda de caminhões

Venda de caminhões

Continua depois do anúncio

Venda de caminhões

Venda de caminhões

Venda de caminhões

Venda de caminhões