Redação

13/07/2018 - 3 minutos de leitura. Atualizado: 16/07/2018 | 15:41

T-log: elétrico e autônomo para operações florestais.

Startup sueca revela protótipo para transporte de madeira que dispensa a cabine do motorista

Einride T-log, caminhão elétrico e autônomo
Einride T-log Crédito: Foto: Einride

Mais uma solução de transporte de carga concebida fora dos centros de desenvolvimento da indústria automotiva foi revelada. A Einride, empresa de tecnologia sueca, apresentou o protótipo T-log, um caminhão totalmente elétrico e semiautônomo vocacionado para as transferências de toras de madeira.

O modelo é uma evolução de ensaio anterior da empresa, o T-pod, apresentado no ano passado, porém, mais potente e dotado de capacidades para enfrentar o ambiente fora de estrada. Sem cabine, apenas um painel frontal, e com o fueiro na plataforma de carga, o veículo tem capacidade para 16 toneladas e trem de força formado por conjunto de bateria que desenvolve 300 kWh. A empresa garante autonomia de 200 km.

O caminhão incorpora a plataforma Nvidia Drive, que garante até o nível 4 de automação, perfil que dispensa o uso do motorista. No caso, o T-log pode ser controlado remotamente, mesmo que o operador esteja a quilômetros de distância.

A empresa sustenta que a ausência da cabine, permite desenvolver um veículo menor, com maior capacidade de carga, como também possibilita custos menores de produção.

“A cabine do motorista é o que torna os caminhões caros para produzir, e ter um motorista na cabine é o que os torna caros para operar”, arrisca Robert Falck, CEO da Einride. “Remova a cabine e substitua o motorista por um operador que possa monitorar e controlar vários veículos ao mesmo tempo, e os custos podem ser reduzidos significativamente. Além disso, operar um veículo à distância permite um ambiente de trabalho muito melhor, como já demonstrado em indústrias como a da mineração.”

A Einride espera que o T-log esteja disponível ao mercado até 2020.

Notícias relacionadas