Sprinter 415 tem a preferência dentre os semileves

Modelo da Mercedes-Benz lidera a categoria com ampla vantagem

Mercedes-Benz Sprinter Crédito: Foto: Mercedes-Benz

O Mercedes-Benz Sprinter 415 tem se mostrado em números como o modelo com a maior demanda de mercado pelo transportador de carga e prestadores de serviços dentre os caminhões semileves.

De acordo com os dados emplacamentos, consolidados pela Fenabrave, federação que reúne os concessionários, o veículo somou 834 licenciamentos no acumulado do ano até maio, volume que além de representar um alta de 21,75% sobre o desempenho do mesmo período do passado, garantiu a liderança com 37% das vendas na categoria.

O resultado apresentado pelo veículo nos cinco primeiros meses do ano colocou uma diferença de 320 unidades a mais em relação ao vice-líder do segmento, o VW Delivery 6.160, que chegou ao fim do período com 514 modelos vendidos ou 22,8% de participação.

Capacidade e versatilidade são atributos que podem traduzir a preferência do mercado pelo veículo da Mercedes-Benz. Disponível em versões furgão, cabine-chassi e van, o Sprinter é capaz de atuar nas mais variadas aplicações, desde o transporte de carga ou passageiros às adaptações de pequenos negócios, das ambulâncias aos food trucks.

O modelo tem capacidade para 3.880 kg de peso bruto total (PBT) e, a depender da versão, pode levar até 2.040 de carga útil. Dentre os furgões, há ainda opções de compartimentos de carga com área de 7,5 m³ a 15,5 m³ e, nas variantes para passageiros, configurações de 10 a 21 ocupantes.

O trem de força do veículo traz motor Mercedes-Benz biturbo diesel que desenvolve 146 cv a 3.800 rpm e torque de 33,6 kgfm a 2.400 rpm associado a uma caixa de transmissão manual de seis marchas da ZF.

Com especificações que transparecem vocação para atuar no ambiente urbana, com melhor aproveitamento do motor em faixa mais altas de rotação, o Sprinter ainda privilegia a segurança com um pacote tecnológico de recurso. O veículo traz controles eletrônicos de tração e estabilidade, programa de distribuição da força de frenagem entre as rodas, dispositivo que reconhece a velocidade acionamento do freio para reduzir a distância de frenagem e sistema de limpeza automática e regular do disco de freio.

O Sprinter 415, no entanto, não carrega méritos sozinho. O modelo faz parte de uma bem-sucedida linha de veículos da fabricante de São Bernardo do Campo (SP). Importados da Argentina, os veículos atendem a um vasto universo de necessidades, com capacidades de 3.500 kg a 5.000 kg de PBT.

A flexibilidade que proporciona para o negócio de transporte tem contribuído com o avanço da empresa nos chamados veículos comerciais leves. Segundo as contas da fabricante, até maio as vendas totais de Sprinter acumularam 4,5 mil unidades, crescimento de 67% na comparação com o mesmo período de 2018, quando somou 2,7 mil emplacamentos.

“Distribuição urbana, e-commerce, ambulância, turismo e transporte executivo seguem puxando as vendas do Sprinter desde o ano passado e a expectativa é que essas aplicações sigam aquecidas em 2019”, diz em nota Jefferson, diretor de vendas e marketing vans da Mercedes-Benz do Brasil.

O executivo também lembra que o impulso apresentado pela linha Sprinter em parte reside no esforço que a marca coloca em serviços. Depois de criar área dedicada ao atendimento de comerciais leves, da venda a pós-venda, no ano passado a Mercedes-Benz lançou planos de manutenção específicos para a gama, o que segundo Ferrarez, pode trazer redução média de 40% no custo de serviço para os clientes.


Notícias relacionadas