Você está lendo...
Renovação da frota de caminhões vai sair do papel em breve, diz ministro
Mercado

Renovação da frota de caminhões vai sair do papel em breve, diz ministro

Programa Renovar, de renovação de frota de caminhões, será encaminhado ao Congresso, e ministro da Infraestrutura espera colocá-lo em prática

Andrea Ramos

09 de mar, 2022 · 4 minutos de leitura.

Programa Renovar vai sair do papel, diz ministro
Programa Renovar vai sair do papel, diz ministro
Crédito:Divulgação
Programa Renovar vai sair do papel, diz ministro

A renovação da frota é uma das ações defendidas por líderes do setor de transportes para reduzir os acidentes e as emissões de poluentes no Brasil. Agora, o chamado Programa Renovar deve sair do papel. É que promete o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas. Segundo ele, o projeto irá (em breve) ao Congresso para análise. Freitas falou a empresários da área de transporte em encontro recente em São Paulo.

De acordo com o ministro, o Programa Renovar está maduro. Da mesma forma, há fontes de recursos para viabilizar o projeto. "Precisamos colocar o programa em prática. Até porque, assim vamos conseguir corrigir possíveis falhas. A renovação da frota é importante. Sobretudo para o desenvolvimento do transporte e para o meio ambiente", resumiu.

Em síntese, o Programa de Aumento da Produtividade da Frota Rodoviária (Renovar) quer viabilizar a troca de caminhões velhos por novos. O objetivo é reduzir emissões de poluentes, bem como o consumo de diesel. Além disso, com caminhões mais modernos, os custos operacionais tendem a baixar para os caminhoneiros autônomos.


Programa Renovar vai sair do papel, diz ministro
Divulgação

"Bônus caminhoneiro" na troca do caminhão velho

O programa de renovação da frota prevê dar um destino adequado aos veículos antigos. Empresas cadastradas vão cuidar do desmonte desses caminhões. Para isso, haverá o chamado "bônus caminhoneiro". Em outras palavras, trata-se de um subsídio para facilitar a compra de modelos 0-km e mesmo de usados mais novos, com motores mais modernos.

Segundo Freitas, o Renovar não será compulsório. Ou seja, a adesão vai ocorrer de forma voluntária. Portanto, donos de caminhões antigos não serão obrigados a entregá-los. Uma das promessas do Renovar é o perdão de débitos desses veículos antigos. Portanto, o objetivo é justamente estimular a entrega desses modelos.


Renovar integra o Gigantes do Asfalto

O programa de renovação da frota faz parte do Gigantes do Asfalto. Ou seja, o projeto apresentado pelo governo federal em maio de 2021. Entre as propostas que já foram implementadas, está o Documento Eletrônico de Transporte (DT-e). Nele, um único documento digital reúne todos os dados e informações que antes ficavam divididas em vários formulários.

Por exemplo, licenças, registros e condições contratuais. Bem como os de pagamento, incluindo o valor do frete e dos seguros contratados. Assim, além de facilitar a vida do caminhoneiro, o DT-e servirá de comprovante de renda do autônomo. Com isso, a meta é facilitar o acesso desse profissional às linhas de crédito bancário.