Você está lendo...
Renault Master é renovado e chega a ser 30% mais econômico que antes
Lançamentos

Renault Master é renovado e chega a ser 30% mais econômico que antes

Nova geração Renault Master chega dotada de sistemas de segurança, novo motor e design atualizado. E custa a partir de R$ 187,6 mil

Andrea Ramos

26 de jan, 2022 · 11 minutos de leitura.

Renault Master
Nova geração da Renault Master fica mais econômica e menos poluente, mas mantém painel da geração anterior
Crédito:Renault/Divulgação

A nova geração do Renault Master está no Brasil. O utilitário, que não era renovado desde 2013, tem desenho mais moderno com LEDs nos faróis, além de novos equipamentos de conforto e segurança. Assim, tem tabela a partir de R$ 187,6 mil na versão chassi-cabine, de R$ 207,9 mil na linha furgão, de R$ 225,6 mil na Vitrè, e, finalmente, de R$ 281,3 mil na carroceria minibus. De acordo com os executivos da Renault, a nova Master recebeu investimento na ordem de R$ 1,1 bilhão.

Todavia, o utilitário não chega a mudar totalmente como na Europa. Por aqui, o novo Master traz o visual exterior atualizado, mas mantém o painel do modelo anterior. Assim, o destaque é o motor. Para atender aos novos limites de emissões do Proconve L7 (equivalente a Euro 6), que começou a valer em 1º de janeiro para os veículos com peso bruto total (PBT) de até 3,5 t, a nova geração traz muitas novidades na mecânica.

Dessa forma, o motor dCi de 2.3 litros e quatro-cilindros em linha está mais forte. A potência subiu de 130 cv para 136 cv a 3.500 rpm. Do mesmo modo, o torque é de 36,7 mkgf a 1.500 rpm. Logo, um aumento de 16% na força do veículo, quando comparado à geração anterior.


LEIA TAMBÉM
Diesel S10 pode se tornar obrigatório no Brasil

Esse aumento de força se deve aos novos componentes que a Renault Master recebeu. Nesse sentido, para atender ao Proconve, o sistema de injeção de alta pressão passou de 1.600 bar para 2.000 bar, sendo suportado pelo sistema de injeção Common Rail. Os injetores também estão melhor posicionados no bloco. Assim como o cabeçote recebeu novo design privilegiando um melhor enchimento dos cilindros. Tudo a fim de garantir a queima mais eficiente. Logo, emite menos resíduos e poluentes.

Motor mais limpo e econômico

Renault Master
Renault/Divulgação

Para suportar o torque adicional, a engenharia da marca desenvolveu uma nova árvore de comando de válvulas. Outra novidade é o turbo de geometria variável para controlar o fluxo de gases que passam pela turbina de forma otimizada mesmo em baixas rotações.

Ademais, o sistema de resfriamento foi otimizado para aumentar a sua capacidade de resfriamento. Além disso, outros componentes do motor, como bomba de óleo, anéis de vedação, pinos e saias dos pistões, foram modificados para garantir redução de atrito. O novo motor incorpora ainda o sistema de Arla, com injeção de ureia para o tratamento de gases.

Dessa forma, toda essa evolução resultou na redução de até 24% no consumo de combustível em uso misto, e de 30% no uso urbano. Nos testes feitos pela marca, o Master faz média 10,4 km/l no ciclo urbano.


Renault Master
Renault/Divulgação

Na apresentação do utilitário, o chefe de marketing, produto e performance da Renault do Brasil, Charles Courtois, fez uma conta rápida. Segundo o executivo, em uma operação em que o veículo roda 50 mil km em 1 ano, a nova geração da Master pode trazer uma economia de até R$ 6 mil na comparação com a geração anterior do modelo.

O novo Master tem um tanque de combustível de 100 litros. Além do taque de Arla, que tem 20 litros. O novo propulsor trabalha em harmonia com a transmissão manual de seis velocidades. Sendo que a sexta marca é do tipo Overdrive. Ou seja, mais longa para garantir melhor consumo em velocidade de cruzeiro em vias expressas e rodovias.


Renault Master tem novo desenho

De acordo com os executivos da Renault, com o novo visual, a marca chama a atenção para a robustez do Master. Mesmo porque, essa boa fama levou a francesa a liderar o segmento desde 2014. Dessa forma, o desenho agora deixa a Master com aspecto mais requintado.

Chama a atenção a grade frontal com o símbolo da Renault destacado. O desenho dos faróis ficou mais em evidência, graças às luzes diurnas DRL. Ademais, as amplas janelas de formato assimétrico facilitam a visibilidade para o motorista, que fica em posição elevada.

Renault Master chega renovada e até 30% mais econômica
Renault/Divulgação

O interior também recebeu algumas mudanças, embora mantenha as formas de antes. O volante multifuncional traz as teclas de acionamento do sistema de controle de cruzeiro. O quadro de instrumentos conta com uma tela de 3,5" que abrigar as funções do computador de bordo. Como consumo, velocidade média, autonomia e temperatura do motor.

No centro do painel é possível equipar como opcional uma central multimídia de 7". Ela tem conexão com os sistemas Apple CarPlay e Android Auto. Há ainda a TV digital integrada. O novo Master ainda oferece ajustes de altura da coluna da direção e de altura e inclinação de encosto e assentos do banco do motorista. Com ampla visibilidade, o para-brisas permite uma amplitude angular de 185,9 graus. Do mesmo modo, o vão livre da porta lateral tem 1,27 m. Logo, permite o embarque de um pallet.

Recursos de segurança ativa

Renault Master
Renault/Divulgação

A Master 2023 recebeu sistemas de segurança ativa. Entre eles estão o Controle de Estabilidade (ESP), Controle de Tração (TCS). Assim como o Assistente de Partida em Rampas (HSA), que retém o veículo na posição em pisos inclinados por dois segundos, até o motorista acelerar. Outra tecnologia inédita no modelo é o Sistema Anti-Capotamento (RMI), que detecta uma condição de inclinação excessiva da carroceria e atua em conjunto com o ESP e o TCS para evitar o tombamento.

A Renault Master traz ainda o Assistente de Tração de Reboque (TSM). O sistema detecta qualquer instabilidade em um reboque e, com auxílio do ESP e do TCS, estabiliza o conjunto. Garantindo, assim, a segurança nesta condição de rodagem.

Outra novidade é Assistente de Aderência Prolongada em Partida (EGD), que auxilia a arrancada em pisos de baixa aderência, ou com diferença de tração entre as rodas. Os freios com ABS trazem ainda a tecnologia de Auxílio à Frenagem de Urgência (AFU). Ele aumenta a pressão hidráulica do sistema de freios em situações de emergência e ainda aciona os pisca-alertas para evitar uma colisão traseira.


Já o Controle Adaptativo de Carga (LAC) detecta se o veículo está carregado. Dessa forma, ajusta os parâmetros do ESP para aumentar a segurança em todos os cenários - com ou sem cargas.

Renault Master chega renovada e até 30% mais econômica
Renault/Divulgação

Ademais, um sistema inédito no Renault Master é o Estabilizador de Vento Lateral (CWS). Ele identifica condições de forte vento lateral por meio dos sensores de inclinação, ângulo de volante e outros parâmetros. Caso o detecte uma situação de risco, atua em conjunto com o ESP para garantir uma condição segura de rodagem.


Master terá versão elétrica no Brasil

O presidente da Renault do Brasil, Ricardo Gondo, anunciou que a versão el´étrica da Master chegará ao País ainda no 2º semestre de 2022. Contudo, não detalhou preço. Mas disse que a Master E-Tech virá para atender operações e 4 a 10 m³ de capacidade de carga.