Redação

07/04/2021 - 4 minutos de leitura.

Produção de caminhões cresce 33,9% no primeiro trimestre

Segundo a Anfavea, de janeiro a março a produção de caminhões foi de 33.082 unidades, aumento de 33,9% sobre igual período do ano passado

Produção de Caminhões
Crédito: Volvo/Divulgação

Apesar da falta de alguns componentes e da pandemia de covid-19, o mercado de caminhões ainda não foi tão afetado no que diz respeito à produção. Pelo menos é isso o que mostra os resultados do primeiro trimestre do ano que a Associação Nacional das Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) divulgou na manhã de hoje (7). De acordo com os números da entidade, de janeiro a março as montadoras produziram 33.082 caminhões, aumento de 33,9% sobre igual período do ano passado (24.706).

Na análise isolada do mês de março também houve avanço no volume de produção, de acordo com os números da Anfavea. As empresas fabricaram 12.472 unidades, alta de 46,48% sobre o volume de 8.406 alcançado no mesmo mês de 2020. Na comparação com fevereiro (11.805) a produção cresceu 5,7%. Ou seja, houve avanço apesar das paradas das linhas que ocorreram no fim de março por causa da pandemia e, também, da falta de materiais.

Presidente da Anfavea, Luiz Carlos Moraes diz que, embora o cenário ainda seja positivo há pontos de preocupação para os próximos meses. “Um deles é a situação alarmante da pandemia no Pais, que só deve se estabilizar a médio prazo com a aceleração da vacinação”, diz,

De acordo com ele, o segundo é o conjunto dos fundamentos econômicos, ameaçado não só pela pandemia, mas também pelo excesso de ruídos políticos.

“Finalmente, temos alguns gargalos na produção, sobretudo de componentes eletrônicos, um problema global sobre o qual não temos controle e que deve perdurar ao longo do ano”, enumera Moraes.

Para Moraes, o momento é de chamar a responsabilidade de todos as esferas de poder para um esforço de vacinação e para o controle das contas públicas, além do destravamento das pautas reformistas no Congresso Nacional, que podem ajudar a reduzir o Custo Brasil.

Leia também: Vendas de caminhões crescem no trimestre

Produção de ônibus esboça reação em março

As fabricantes produziram 5.176 chassis de ônibus no acumulado de janeiro a março deste ano. Isso representa queda de 13,4% na comparação com as 5.974 unidades do ano passado. Contudo, embora o resultado do trimestre seja negativo, as empresas produziram mais em março deste ano do que março do ano passado. Foram 2.150 unidades nos três primeiros meses de 2021 e 1.992 no mesmo período do ano passado, ou seja, alta de 7,9%. Na comparação com fevereiro (1.589 unidades) a produção avançou 35,3%.

Notícias relacionadas