Notícias

Peterbilt 389 importados por fãs do Brasil têm preço de R$ 2 milhões

Grupo de fãs da marca norte-americana trouxe dez unidades do Peterbilt 389 que serão utilizadas em passeios e viagens de lazer

Redação

05 de mai, 2021 · 6 minutos de leitura.

Peterbilt" >
Crédito:Divulgação: DAF

A Peterbilt produz alguns dos caminhões mais desejados do mundo. Mas a marca do grupo Paccar, dono também da DAF, entre outras, não é vendida no Brasil. Porém, isso não impediu um grupo de fãs de importar dez unidades do Peterbilt 389. O preço aproximado de cada uma é de R$ 2 milhões.

Leia também: Como as mudanças nas leis de trânsito afetam a vida do motorista profissional   

Você também vai gostar de


Ou seja, trata-se de um caminhão para poucos. Seja como for, no grupo há compradores dos Estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Enfim, os caminhões da classe 8 chegaram pelo Porto de Paranaguá, no Paraná. Posteriormente, foram para a DAF Barigui Caminhões. A concessionária fica em São José dos Pinhais, próximo a Curitiba.

Peterbilt tem várias opções de personalização

Segundo informações da DAF Barigui, os dez Peterbilt 389 são os únicos no Brasil. Nesse sentido, todos foram personalizados conforme o gosto de cada cliente.

Por exemplo, dá para escolher o tipo de cabine, assentos e cama. Além do acabamento da grade, formato do para-choque e dos escapamentos. Ou seja, há uma ampla gama de opções.

Logo, o comerciante mineiro Edmilson Consoli escolheu a cor vermelha para seu Peterbilt 389. De acordo com ele, a compra é a realização de um sonho de criança. ?A gente que nasceu e cresceu no meio de caminhões tem o desejo em dirigir um modelo desses?, diz.

Peterbilt 389 não condiz com realidade brasileira

Portanto, esses caminhões não serão usados para transportar carga. Ou seja, foram trazidos por fãs e colecionadores. Ainda mais porque não condizem com a realidade da maioria das estradas brasileiras.

Da mesma maneira, os Peterbilt 389 vão na contramão da tendência no Brasil. Afinal, são caminhões bicudos e no Brasil predominam os cara-chata.

Em outras palavras, a cabine avançada garante mais espaço para carga. Isso porque o motor desses modelos fica sob a área reservada ao motorista.

Pesos-pesados luxuosos

Além disso, todos os Perterbilts têm tudo que um fã de caminhões pode querer. Segundo os importadores, há cabine estendida com cama de casal, TV e frigobar, entre outros equipamentos.

Continua depois do anúncio

Da mesma forma, na cabine há revestimentos feitos de couro. Bem como sistemas eletrônicos voltados ao conforto e segurança.

Nesse sentido, um dos destaques é o diagnóstico de funcionamento, que pode ser feito à distância. Ou seja, dá para verificar 17 parâmetros do motor e da transmissão remotamente.

Peterbilt surgiu há 71 anos

Ao mesmo tempo em que produz caminhões modernos, a Peterbilt está ligada às tradições. Ou seja, a marca, fundada em 1939 na Califórnia (EUA), tem origem ligada ao transporte de madeira.

Atualmente, a Peterbilt produz caminhões nos EUA e no Canadá e faz parte do grupo Paccar. Logo, é "irmã" da DAF e da Kenworth, que também fabricam caminhões.

Enfim, a linha de produtos inclui caminhões médios e pesados, das classes 5 e 8, rodoviários  e vocacionais. O Peterbilt 389, por exemplo, é um rodoviário pesado.

Caminhões elétricos

Ou seja, é o segundo modelo mais sofisticado da linha com motores a combustão. No total, há 11 opções. A configuração de topo é a 579.

As unidades que vieram ato Brasil trazem o Paccar MX-13. A marca oferece ainda o Cummins ISX no mercado norte-americano.

Além deles, recentemente a Paccar lançou três caminhões Peterbilt elétricos nos EUA. Ou seja, a linha EV (veículos elétricos) conta com os modelos 579, 520 e 220.