Redação

01/05/2020 - 5 minutos de leitura.

Pedágios de SP já aceitam pagamento com cartão

Os pedágios das rodovias Anchieta, Imigrantes, Ayrton Senna e Carvalho Pinto, em São Paulo, passaram a aceitar, nesta quinta-feira (30), cartões de crédito e débito com sistema de pagamento por aproximação e para valores inferiores a R$ 50

Pedágios
TRÂNSITO IMIGRANTES Crédito: TRÂNSITO IMIGRANTES

Os pedágios das rodovias Anchieta, Imigrantes, Ayrton Senna e Carvalho Pinto, em São Paulo, podem ser pagos com cartão de crédito e débito. A novidade começou a valer às 17h desta quinta-feira (30) em todas as praças das quatro estradas. A informação foi divulgada pela Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp).

A novidade funciona apenas por meio de sistema de pagamento por aproximação. Isso inclui pulseiras, relógios e smartphones equipados com NFC. Por meio do chamado Near Field Communication (comunicação de campo curto, em tradução livre) o usuário não precisa digitar nenhuma senha. O serviço só é valido para pagamentos inferiores a R$ 50.

VISA/DIVULGAÇÃO

CAMINHONEIROS AUTÔNOMOS PODERÃO FICAR LIVRES DO PAGAMENTO DE PEDÁGIO

O novo meio de pagamento faz parte de um projeto piloto. Por isso abrange apenas as quatro rodovias. O sistema Anchieta-Imigrantes, que liga a capital paulista ao litoral sul, é operado pala concessionária Ecovias. Já o corredor Ayrton Senna-Carvalho Pinto, que liga a capital ao litoral norte, é de responsabilidade da concessionárias Ecopistas. As duas concessionárias fazem parte do grupo EcoRodovias.

Menos filas nos pedágios

O programa piloto deve ajudar a reduzir o tempo de parada nas praças de pedágio. E também ampliará a proteção contra o coronavírus de motoristas e operadores dos caixas das praças de pedágio. Isso porque não há troca de objetos, como moedas e cédulas. E o usuário não precisará entregar o cartão ao caixa.

Para realizar o pagamento, basta que o motorista posicione o carro próximo ao local de cobrança. Após conferir o valor da tarifa, é só aproximar o cartão ou cartão, gadget do leitor. Assim que o pagamento for concluído, a cancela será liberada.

O novo sistema foi implantado nas 11 praças de pedágios das quatro rodovias. São sete da Ecovias e quatro da Ecopistas. As cabines que aceitam a nova modalidade de pagamento receberam uma sinalização especial.

Serviço será ampliado

O serviço que estreia agora em São Paulo já era oferecido em outras rodovias sob concessão do Grupo EcoRodovias. As praças de pedágio que já contavam com o sistema ficam nos Estados do Espírito Santo, Minas Gerais, Paraná e Rio Grande do Sul. E também as da ponte Rio-Niteroi, no Rio de Janeiro.

De acordo com informações da Artesp, a ideia é que o sistema seja implantado em outras rodovias do Estado de São Paulo. A área de comunicação da agência não soube informar quando isso deverá ocorrer.

Atualmente a tarifa de pedágio mais alta do Estado é cobrada nas praças de Riacho Grande (Anchieta) e Piratininga (Imigrantes). O preço é de R$ 27,40 para carros de passeio. Veículos comerciais pagam esse valor por eixo. Portanto, nesses locais não poderão utilizar o novo sistema de pagamento.

Notícias relacionadas