Notícias

Novo Transit já está no site da Ford no Brasil

O site da Ford no Brasil já tem um espaço dedicado ao novo Transit, que será produzido no Uruguai e deve chegar às concessionárias no primeiro semestre de 2021

Aline Feltrin

01 de dez, 2020 · 6 minutos de leitura.

Novo Transit" >
Crédito:Divulgação/Ford

O novo Transit já aparece no site da Ford no Brasil. A linha será feita no Uruguai, na fábrica da Nordex, e deve ser lançada no mercado brasileiro em 2021. Ainda não há detalhes sobre o modelo, como versões e trem de força. Na página eletrônica a marca convida o visitante a preencher um breve cadastro, que será utilizado para o envio de informações.

A expectativa é que a Ford comece a vender o novo Transit no Brasil no primeiro semestre de 2021. A produção na planta uruguaia será destinada, principalmente, ao Brasil e à Argentina. A Nordex também produz veículos para a Kia (Bongo) e para o Grupo PSA (Citroën Jumpy e Peugeot Expert).

Você também vai gostar de


A nova linha Transit vendida em outros países inclui vans, chassi-cabine e furgão. Mas a Ford brasileira não informou em quais segmentos irá atuar com o modelo.

Concessionários apostam em versões grandes do novo Transit

O Estradão conversou com alguns concessionários da marca. Segundo um deles, a fonte, as primeiras unidades do novo Transit devem chegar à rede entre junho e julho de 2021. É provável que a marca traga as versões maiores, com Peso Bruto Total (PBT) de 3,5 toneladas. ?Essas são as mais procuradas e, por isso, a Ford deverá trazê-las?, disse uma fonte.

Segundo informações da Ford, a estratégia será focada na linha de comerciais leves. No fim de 2019 a empresa deixou de participar do mercado de caminhões no Brasil. Em outubro, fechou a fábrica de São Bernardo do Campo, no ABC paulista, após 52 anos.

Na unidade a Ford produzia a linha de caminhões Cargo, além do F-350 e do F-4000. Esses foram protagonista do mercado de veículos comerciais no Brasil ao longo de várias décadas..

Em novembro de 2020, a empresa concluiu a venda da área da fábrica para a Construtora São José.  Com isso, pôs fim a qualquer chance de outra marca retomar a produção de veículos na planta paulista.

Novo Transit

Novo Transit disputará segmento muito competitivo

O Ford Transit já foi vendido no Brasil entre 2008 e 2014 importado da Turquia. E, embora oferecesse  conforto e segurança, os emplacamentos não decolaram. As sucessivas altas da cotação do dólar acabaram inviabilizando a continuidade da importação.

Com a produção no Uruguai, a história deverá ser diferente. Isso porque Brasil e Uruguai fazem parte do Mercosul, bloco comercial com regras próprias de tarifas. Segundo informações da Ford, a produção do novo Transit é resultado de investimentos de U$S 50 milhões (R$ 260 milhões) na planta da Nordex.

Para o sócio-gestor da consultoria MA8 Management Consulting Group, Orlando Merluzzi, é possível vender o novo Transit nas concessionárias de automóveis da Ford. Mas o especialista lembra que o segmento é muito competitivo. "Competir nesse mercado exige uma rede capitalizada e preparada para a guerra do varejo", afirma.

Merluzzi lembra que, no período em que a Ford vendeu o Transit no Brasil, havia uma rede dedicada.
?Foram um pouco mais de 13 mil unidades vendidas de 2010 a 2014. Esse volume representou cerca de 4,5% de participação no segmento de 3 a 3,5 toneladas de PBT.?

"Em condições normais de temperatura e pressão, a rentabilidade para as concessionárias nesse segmento não é das mais atrativas?, diz o consultor. Segundo ele, lançar um novo produto requer bem mais que "uma estratégia de produto e preço".

Continua depois do anúncio

Novo Transit

Novo Transit faz sucesso na Europa

Na Europa, as vendas da linha Transit vão muito bem. Em 2019, foi o veículo comercial mais vendido no continente. Nos Estados Unidos, onde estreou em 2014, também é líder do segmento. No total, foram emplacadas mais de 10 milhões de unidades desde que o modelo foi lançado, segundo dados da Ford.

Entre as novidades, a linha terá versão 100% elétrica em breve. Batizada de E-transit, será lançada em nos Estados Unidos em 2021 e na Europa  em 2022. A configuração de entrada terá baterias de íons de lítio com capacidade de 67 kWh. A potência do motor a eletricidade é de 198 kW (cerca de 266 cv).