Nova linha Delivery desembarca no Peru

Depois do Brasil, o país é o sexto destino dos caminhões leves da marca na América Latina

VW Delivery amplia participação internacional Foto: VWCO

A Volkswagen Caminhões e Ônibus dá mais um passo em seus objetivos de ampliar participação internacional com o lançamento da nova gama de caminhões leves Delivery no Peru. Pouco mais de um ano depois do lançamento no Brasil, os modelos da linha passam a atuar no sexto país da região da América Latina, depois de México, Argentina, Chile, Uruguai e Paraguai.

Os Delivery 6.160, 9.170 e 11.180 são os primeiros caminhões a serem oferecidos por lá, posicionados no segmento de maior volume do mercado peruano. O lançamento foi encabeçado pela Euromotors, representante oficial da VWCO no Peru.

Pouco antes da estreia dos Delivery, a fabricante também reforçou o portfólio de caminhões na região andina com a linha Constellation ao introduzir no mercado local modelos de 15 a 31 toneladas, agora com a tecnologia Euro 5. Recentemente entrou em vigor no Peru novas normas ambientais equivalentes à Euro 4, portanto, os modelos representam uma inovação ao superar a legislação de emissões atualmente vigente.

“Ao dar um passo à frente em tecnologia, oferecendo veículos já consagrados nos principais países latino-americanos, fortalecemos a nossa marca, antecipando-nos às exigências do mercado”, diz em nota Marcos Forgioni, vice-presidente de vendas e marketing para mercados internacionais da VWCO. “Além disso, nosso importador, a Euromotors, completa 25 anos à frente da marca Volkswagen no Peru, o que ressalta nossa experiência no país.”

Há ainda novidades disponíveis no pacote Robust, oferecido para os modelos Constellation 13.190, 15.190 e 17.230. Graças ao novo design do para-choque, curto e metálico, as versões têm maior ângulo de entrada, ampliando a sua vocação para atuar em terrenos difíceis.

O mercado peruano altamente é um dos principais destinos dos veículos produzidos na fábrica de Resende (RJ), com alta de 40% no volume de embarques na comparação com o ano anterior.


Notícias relacionadas