No mercado de usados, caminhões são os que mais crescem

No mês passado as vendas no segmento registraram alta acima de 9%

Caminhões Mercedes-Benz lideram as negociações de usados Foto: Mercedes-Benz

Como mostram os mais recentes dados da Fenabrave, a federação que reúne o setor de distribuição de veículos no Brasil, as transferências de caminhões usados são as que registram o maior crescimento no comércio de veículos. Depois de apresentar estabilidade nas vendas nos últimos três meses, as transações voltaram a registrar trajetória ascendente.

Em agosto, as transferências de 37.294 unidades representaram altas de 16,32% sobre julho (32.048 negócios), e de 9,25% na comparação o mesmo mês do ano passado, quando mudaram de mão 34.137 caminhões.

No acumulado do ano até agosto, o mercado de usados negociou 235.183 unidades, volume de transações 3,2% superior ao registrado um ano antes, com 227.871 negócios. Segundo a contabilidade da Fenabrave, para cada caminhões novo emplacados, outros cinco usados são negociados.

Veículos da marca Mercedes-Benz são os preferidos no mercado de usados, liderando as transações com 37,75% de participação no acumulado dos oito primeiros meses. Os caminhões da Volkswagen aparecem em segundo na preferência, com fatia de 21,76%, os da Ford em terceiro (16,39%), os da Scania em quarto (8,94%), os da Volvo em quinto (7,87%) e os da Iveco em sexto (4,30%). Todas as outras marcas encerram o ranking respondendo por 2,99% nas transferências.

A movimentação aquecida no mercado de caminhões usados também alavancou as negociações de implementos rodoviários. No mês passado, 10.133 equipamentos mudaram de dono, evolução de 30,44% sobre os 7.774 negócios registrados em agosto de 2017. No acumulado do ano a alta é de 11,72%, para 61.828 transferências contra 55.344 apuradas um ano antes.


Notícias relacionadas