Você está lendo...
Nikola começa a entregar o Tre, seu primeiro caminhão elétrico
Notícias

Nikola começa a entregar o Tre, seu primeiro caminhão elétrico

Caminhão elétrico Nikola Tre, rival do Tesla Semi, estreia em operação portuária na Califórnia (EUA); marca vai entregar 30 unidades em 2022

Redação

27 de dez, 2021 · 4 minutos de leitura.

Nikola entrega seu primeiro caminhão
Nikola entrega seu primeiro caminhão
Crédito:Nikola/Divulgação
Nikola entrega seu primeiro caminhão

A Nikola Motor entregou o primeiro caminhão elétrico a bateria da marca, o Nikola Tre. O cliente que recebeu a unidade foi a Total Transportation Services Inc (TTSI), empresa que atua no transporte portuário do sul da Califórnia, nos Estados Unidos. Trata-se de um marco importante nas operações da fabricante, que lança seu caminhão elétrico na frente da Tesla, de Elon Musk.

Com a crise dos chips sem previsão para acabar, e a pandemia da Covid-19 voltando a assustar com a variante Ômicron, várias fabricantes estão represando lançamentos. É caso da Tesla, que já adiou algumas vezes o início da produção do Semi, seu caminhão elétrico. O modelo será justamente o rival direto do Nikola Tre.

Ademais, paralelamente à produção, a Nikola Motor trabalha no desenvolvimento dos caminhões movidos a células de hidrogênio. Nesse sentido, a marca estima colocar a primeira unidade no mercado já em 2023. Ou seja, pode sair na frente da rival mais uma vez. Mas esse não parece um problema para Elon Musk no momento, com a Tesla na lista das marcas mais valiosas do mundo.


TTSI quer 100 unidades do Nikola

A TTSI, empresa que opera nos portos de Los Angeles e Long Beach, declarou que pretende comprar 100 caminhões elétricos da marca. Destes, serão 30 elétricos a bateria entregues ao longo de 2022. E 70 unidades a hidrogênio previstas para 2023.

"A Nikola se comprometeu a fazer suas primeiras entregas do Tre no quarto trimestre de 2021. A TTSI tem metas de sustentabilidade significativas. E temos o prazer de ajudá-los busca pela emissão zero no transporte", disse o CEO da Nikola, Mark Russell.


De acordo com o TTSI, em torno de 13 mil a 14 mil caminhões param nos portos de Los Angeles e Long Beach por mês. Logo, emitem cerca de 2,6 mil toneladas de poluentes por ano. Contudo, com o avanço da eletromobilidade no setor de transportes, aumenta a oportunidade de reduzir significativamente o nível de poluentes emitidos.

Assim como na California, os portos europeus planejam utilizar os caminhões da Nikola. Nesse sentido, recentemente, a fabricante assinou, junto com a Iveco, um acordo com a Autoridade Portuária de Hamburgo, na Alemanha, para entregar 25 unidades do Nikola Tre ao longo de 2022. Em setembro, a Iveco e Nikola inauguraram uma fábrica na cidade de Ulm, Alemanha, para a produção do Nikola Tre.

O caminhão trucado da Nikola é projetado para rodar até 350 milhas, o equivalente a 563 km. Assim, deve atender ao mercado regional da América do Norte. A capacidade da bateria é de 753 kWh e o seu motor desenvolve potência de 480 kW (645 cv).


Deixe sua opinião