Décio Costa

12.06.2017 | 14:33 Atualizado: 15.02.2018 | 16:02

Mercedes-Benz revela novidades para a Fenatran

Semipesado Atego rodoviário ganha itens de versão fora de estrada em resposta à necessidade de um cliente

Atego-1719-Pacote-Robuistez-18 Crédito: Atego rodoviário ganha pacote de itens fora de estrada

Os caminhões rodoviários Atego acabam de receber nova opção de configuração. Os modelos agora podem sair de fábrica com o que a fabricante convencionou chamar de Pacote Robustez, no qual integra para-choques tripartidos, grade metálica de proteção dos faróis, degrau de acesso à cabine acima da linha do para-choque, luzes de seta posicionadas atrás das portas, suporte da placa dianteira descolado à esquerda e possibilidade de serem calçados com pneus mais altos, o 295/80R22.5, em vez do habitual 275. As novidades estão disponíveis para as versões 4×2 e 6×2 com cabines standard ou estendida.

As novidades serão destaques da Mercedes-Benz na Fenatran 2017, a principal feira de negócio do setor de transporte da América Latina a ser realizada de 16 a 20 de outubro, no São Paulo Expo, na Capital paulista.

Os itens e as adequações já eram encontrados nas versões fora de estrada dos Atego, mas se tornaram solução de prateleira da marca para outras aplicações depois de uma parceria entre a Mercedes-Benz e a Via Lácteos, empresa de Matelândia (PR) especializada no transporte de leite.

Os caminhões da transportadora circulam tanto nas vias rurais para a coleta de leite nas fazendas quanto nas estradas pavimentadas e zonas urbanas. A demanda por veículos mais resistentes e versáteis que promovessem menores custos operacionais impulsionou a nova oferta da montadora.

A combinação de soluções tornou o caminhão mais apto para atuar em locais adversos. Além de elevar o ângulo de entrada do veículo de 20° para 30°, o que facilita a circulação por estradas precárias, as adequações inseridas evitam habituais quebras de componentes como para-choque e conjunto ótico, ocorrências comuns em atoleiros e vias estreitas.

As novas opções dos Atego são resultados de trabalho do CTT (Custom Tailored Trucks), centro de customização da fábrica no qual atual profissionais de engenharia, produção, vendas, marketing peças e serviços. A área, em conjunto com o cliente e a concessionária, identifica necessidades específicas e, caso seja relevante para o mercado, introduz a solução em série.

“O Pacote Robustez agora ofertado permite melhor adequação à realidade brasileira”, acredita Marcos Andrade, gerente de produto caminhões da fabricante. “O conjunto vai bem também para aplicações como coleta de lixo e na construção civil, pois otimiza o desempenho em ladeiras, ruas estreitas e canteiros de obras.”

A paranaense Via Lácteos tem frota de 480 veículos e transporta, em média, 1,1 bilhão de litros de leite por ano. A empresa estima um crescimento de 10% no volume a ser coletado em 2017 e, para dar sustentação à expansão incorporou mais vinte Atego ao seu parque de veículos: dez unidades do 1719 4×2 e o restante do 2426 6×2.

Notícias relacionadas