Mercado de caminhões usados segue aquecido

No acumulado do primeiro quadrimestre os negócios avançaram 4%

Mercedes-Benz lidera venda de usados
Mercedes-Benz lidera venda de usados Crédito: Foto: Mercedes-Benz

Como ocorre no mercado de novos, as vendas de caminhões de usados mantêm o ritmo em alta na rede de distribuição de veículos. Segundo os números consolidados pela Fenabrave, federação que representa os concessionários, de janeiro a abril, foram negociadas 111,9 mil unidades, volume 4,2% superior ao apurado no mesmo período do ano passado, com 107,3 mil transferências registradas.

Somente em abril, mais de 30,3 mil caminhões de mudaram de dono, alta de 2,3% na comparação com as vendas de 29,6 mil unidades registradas no mesmo mês de 2018. Em relação a março deste ano, o crescimento foi de 13,6%. Cálculo da federação aponta que de cada um caminhão 0 km vendido, outros 3,6 usados são negociados.

Modelos usados da Mercedes-Benz foram negociados no primeiro quadrimestre. Do total das vendas, mais de 42,2 mil caminhões eram da marca, volume que representou 37,7% das transferências. O ranking segue com a Volkswagen Caminhões e Ônibus, com 21,5% dos negócios, Ford (16,7%), Scania (8,6%), Volvo (8,14%) e Iveco (4,25%). Todas as outras marcas participaram com 2,95% das vendas.

Em extensão à alta nos negócios de caminhões, também o mercado de implementos rodoviários usados registra expansão. No acumulado do ano até abril, trocaram de dono 30,4 mil reboques e semirreboques, evolução de 9,32% sobre as 27,8 mil unidades transferidas um ano antes.


Notícias relacionadas