Andrea Ramos

02/09/2020 - 6 minutos de leitura.

Venda de caminhões cai 15,23% em agosto

A venda de caminhões novos no Brasil recuou 15,23% em agosto em relação a julho, na contramão do mercado total de veículos, que registrou alta de 7,35%

Mercado de caminhões retrai 15,23% em agosto
Crédito: Scania/Divulgação

Em agosto, as vendas de caminhões novos no Brasil caíram 15,23% na comparação com os dados de julho. No mês passado foram emplacadas 8.072 unidades, ante as 9.522 do mês anterior. Os números do setor estão na contramão do mercado total, que cresceu 7,35% no mesmo período. Os dados foram divulgados pela Fenabrave, federação que reúne as associações de concessionárias do País.

Somando todos os segmentos (automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motocicletas e implementos rodoviários), em agosto foram vendidas 299.627 unidades. No mês passado, os emplacamentos totais foram de 279.105 veículos. Na comparação com agosto de 2019, contudo, quando foram emplacadas 347.061 unidades, houve retração de 13,67%. Trata-se da menor queda desde o início da pandemia.

Presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Júnior diz que o mercado está se ajustando à nova realidade. O executivo lembra que agosto teve 21 dias úteis, dois a menos que em julho.

Fábricas de caminhões não atendem demanda

As vendas de caminhões não foram melhores porque as fábricas não conseguiram acompanhar a demanda. “As montadoras sofrem com a falta de componentes importados. Isso resulta em defasagem no segundo turno de trabalho nas fábricas”, diz Assumpção

Ele acrescenta que há boa oferta de crédito no mercado, com taxas mensais de juros abaixo de 1%. Além disso, segundo Assumpção, em média, de cada dez solicitações de financiamento, sete são aprovadas. “Já estamos operando com pedidos para o fim do ano em alguns modelos, principalmente pesados”, diz. 

Ranking das marcas de caminhões em agosto de 2020

No ranking de participação de mercado por marca, a Mercedes-Benz é a líder no acumulado do ano. A marca alemã responde por 33,53% das vendas. Em segundo lugar aparece a Volkswagen, com 25,95% do bolo. Depois vêm Volvo (17,07%), Scania (9,01%), Iveco (5,29%), DAF (4,66%) e MAN (3,22%).

Por segmento, os pesados lideram as vendas, com 50,20% de participação de mercado. Em seguida vem os semi-pesados (26,05%), leves (9,72%), médios (9,04%) e semi-leves (5%).

A Volvo mantém a liderança de vendas com o FH 540. A marca sueca emplacou 3.636 unidades do modelo. Até julho, a Volvo detinha também a segunda posição com o FH 460. Em agosto, o DAF XF105 tomou a posição após ter 2.427 unidades emplacadas. O Volvo FH 460 passou para a terceira posição com 2.369 emplacamentos.

Vendas de caminhões por modelo
Os dez mais emplacados (agosto /acumulado)

MARCA/MODELO AGO. ACUM.
1º VOLVO FH 540 473 3.636
2º VOLKSWAGEN 11.180 489 2.965
3º DAF XF105 362 2.427
4º VOLVO FH 460 257 2.369
5º VOLKSWAGEN 24.280 377 2.246
6º MERCEDES-BENZ ACTROS 2651 345 1.984
7º VOLKSWAGEN DELIVERY 9.170 326 1.862
8º SCANIA R450 142 1.813
9º MERCEDES-BENZ ATEGO 2426 190 1.492
10º MERCEDES-BENZ ATEGO 1719 165  1.358

 

Os dez caminhões pesados mais vendidos

MARCA/MODELO AGO. ACUM.
1º VOLVO FH 540 473 3.636
2º DAF XF105 362 2.427
3º VOLVO FH 460 257 2.369
4º MERCEDES-BENZ ACTROS 2651 345 1.984
5º SCANIA R450 142 1.813
6º SCANIA R500 144 1.229
7º MERCEDES-BENZ ACTROS 2546 282 1.220
8º MAN TGX 28.440 165 1.074
9º MERCEDES-BENZ AXOR 2544 174 1.020
10º MERCEDES-BENZ AXOR 3344 61 942

 

Os dez caminhões semipesados mais vendidos

MARCA/MODELO AGO. ACUM.
1º VOLKSWAGEN 24.280 377 2.246
2º MERCEDES-BENZ ATEGO 2426 190 1.492
3º MERCEDES-BENZ ATEGO 1719 165 1.358
4º VOLVO VM 270 167 1.225
5º VOLKSWAGEN 17.190 173 746
6º VOLKSWAGEN 17.230 159 632
7º VOLKSWAGEN 26.280 90 619
8º MERCEDES-BENZ ATEGO 3030 103 556
9º MERCEDES-BENZ ATEGO 2430 65 536
10º VOLKSWAGEN 31.280 48 517

 

Os dez caminhões médios mais vendidos

MARCA/MODELO AGO. ACUM.
1º VOLKSWAGEN 11.180 489 2.965
2º MERCEDES-BENZ ATEGO 1419 103 502
3º VOLKSWAGEN 14.190 65 333
4º VOLKSWAGEN 13.180 25 303
5º MERCEDES-BENZ ACCELO 1316 48 301
6º IVECO TECTOR 11-190 65 257
7º VOLKSWAGEN 13.190 18 211
8º MERCEDES-BENZ 1418 5 43
9º FORD CARGO 1119 4 33
10º FORD CARGO 1419 0 7

 

Os dez caminhões leves mais vendidos

MARCA/MODELO AGO. ACUM.
1º VOLKSWAGEN 9.170 326 1.862
2º MERCEDES-BENZ ACCELO 815 169 1.370
3º MERCEDES-BENZ ACCELO 1016 169 1.310
4º IVECO TECTOR 9-190 42 260
5º IVECO DAILY 70C17 4 113
6º HYUNDAI HD 80 33 110
7º VOLKSWAGEN 9.160 0 88
8º FORD CARGO 816 8 79
9º FORD F-4000 2 68
10º MERCEDES-BENZ ACCELO 915 11 66

 

Os dez caminhões semileves mais vendidos

MARCA/MODELO AGO. ACUM.
1º MERCEDES-BENZ SPRINTER 416 245 1.000
2º MERCEDES-BENZ SPRINTER 415 32 661
3º  VOLKSWAGEN 6.160 53 313
4º MERCEDES-BENZ SPRINTER 516 56 286
5º MERCEDES-BENZ SPRINTER 515 7 188
6º IVECO DAILY 65-170 29 69
7º  IVECO DAILY 45-170 21 67
8º IVECO DAILY 55C17 2 67
9º MERCEDES-BENZ SPRINTER 316 9 33
10º  IVECO DAILY 55-170 11 25

 

Venda de ônibus recua 6,13% em agosto

 As vendas de ônibus também recuaram em agosto na comparação com julho. No total, foram emplacadas 1.777 unidades no mês passado, ante 1.893 no mês anterior. A queda foi de 6,13%. O Programa Caminho da Escola, promovido pelo governo federal, foi responsável por boa parte dessas vendas. E evitou que o resultado fosse pior.

No acumulado do ano o segmento registra retração de 34,05%. De janeiro a agosto de 2020, foram emplacados 11.546 ônibus no mercado brasileiro. No mesmo período de 2019, as vendas do setor somaram 17.507 veículos.

Notícias relacionadas