Você está lendo...
MAN TGX deixa de ser produzido no Brasil após 10 anos
Mercado

MAN TGX deixa de ser produzido no Brasil após 10 anos

A linha MAN TGX chegou ao País em 2012, recebeu poucas atualizações desde então e perdeu ainda mais espaço com a estreia do VW Meteor

Andrea Ramos

08 de jun, 2022 · 5 minutos de leitura.

Depois de 10 anos, MAN TGX não é mais fabricado no Brasil
Depois de 10 anos, MAN TGX não é mais fabricado no Brasil
Crédito:VWCO/Divulgação
Depois de 10 anos, MAN TGX não é mais fabricado no Brasil

O MAN TGX não é mais fabricado no Brasil. Despois de dez anos de produção, a Volkswagen Caminhões e Ônibus (VWCO) deixou de fazer o modelo na fábrica de Resende (RJ). Segundo a empresa, a linha Meteor passou a atender os compradores do TGX. O novo modelo foi lançado há menos de dois anos.

Leia também: Mercedes-Benz Actros 2045 4x2 entrega a mais alta tecnologia do segmento

Seja como for, a VWCO informa que o pós-venda para os donos de TGX está assegurado. Mesmo porque, o Meteor e o TGX compartilham os principais componentes. Como motor e chassi, por exemplo. Aliás, a montagem do TGX ocorria na mesma linha de produção do Meteor.


Nesse sentido, vale ressaltar que o motor MAN D26, que equipa o Meteor, continua sendo produzido no Brasil. Ou seja, na fábrica da MWM, em São Paulo (SP).

Depois de 10 anos, MAN TGX não é mais fabricado no Brasil
Linhas MAN TGX e Volkswagen Meteor compartilham boa parte dos componentes; Foto: VWCOP

Alterações no MAN TGX tinham de ser aprovadas na Alemanha

Segundo os transportadores, o MAN TGX não atendia 100% das necessidades do setor no Brasil. Porém, o Meteor é mais adequado às demandas do transporte no País. Nesse sentido, a área de engenharia da VWCO pode fazer alterações no modelo. No caso do TGX, isso era bem difícil.


Ou seja, para implementar alterações no modelo, era preciso aprovação da MAN na Alemanha. As mudanças nem sempre eram liberadas. Prova disso é, ao longo dos dez anos em que o caminhão foi feito no Brasil, ele praticamente não mudou.

Pouco mais de 10 mil unidades vendidas

Depois de 10 anos, MAN TGX não é mais fabricado no Brasil
Área de engenharia da VWCO no Brasil não tinha autonomia sobre o MAN TGX

Foram vendidas cerca de 10,5 mil unidades durante o período em que foi oferecido no Brasil. Para comparação, o Volkswagen Meteor soma mais de 5 mil emplacamentos em pouco mais de 18 meses no mercado brasileiro.


Seja como for, o melhor momento da trajetória do TGX ocorreu em 2019. Naquele ano, a MAN ficou na oitava posição entre as marcas mais vendidas. Nesse sentido, emplacou 1.956 unidades e conquistou 2% de participação de mercado.

No total, a linha MAN TGX teve três versões. A mais conhecida é a 28.440 6x2. As operações rodoviárias de média distância eram o foco dessa opção. Assim, o mais comum eram composições com semirreboque e peso bruto total combinado (PBTC) de 48,5 e 53 toneladas.

Além delas, havia a 29.440 6x4 e a 29.480 6x4. Nesse caso, eram destinadas a operações com bitrem. Assim como rodotrem de até 74 t de PBTC. Bem como para transporte rodoviário de longa distância.


Meteor tem linha mais ampla

Por outro lado, com o Volkswagen Meteor tem versões 28.460 6x2 e 6x4 e 29.520 6x4. A linha conta ainda com três opções de distância entre os eixos. Ou seja, 3.200 mm, 3.400 mm e 3.600 mm.

Ademais, o novo caminhão conta com a transmissão TraXon produzida pela ZF. Moderna, essa caixa automatizada tem controle de velocidade de cruzeiro preditivo (CCP). Ou seja, um recurso que integra o navegador GPS ao câmbio. Assim, o sistema escolhe a marcha mais adequada, de forma automática, considerando as condições da via à frente, incluindo subidas e descidas.

A transmissão MAN TipMatic vinha no TGX vendido no Brasil. Além de poucos recursos, ela tem 16 velocidades. Assim, é um tipo de caixa que está perdendo espaço nos caminhões mais modernos. 


Deixe sua opinião