Linha Scania PGR se despede do mercado

Fim da produção da gama de caminhões também encerra a história dos veículos mais bem-sucedidos da marca no País

Linha de produção Scania - Suécia Foto: Gustav Lindh/Scania

O dia 21 de dezembro de 2018 entra para a história da Scania como o fim de um ciclo de sucesso. Naquela sexta-feira, executivos da fabricante, na linha de montagem de São Bernardo do Campo (SP), entregaram a Marcelo Hermes, da transportadora M.Hermes, o derradeiro Scania das séries P, G e R, um Streamline R450, o último desta geração fabricado no mundo.

A linha sai de cena após dez anos desde o seu lançamento no País para dar lugar à nova geração de caminhões Scania, que começará a ser entregue em fevereiro de 2019. Embora tenham se despedido da linha de produção, os modelos PGR deixam um legado de êxitos para marca sueca.

Segundo as contas da fabricante, desde 1957, quando a marca iniciou atividades no Brasil, suas vendas somam mais de 264.000 caminhões no mercado interno. Do total, 112.372 unidades (volume acumulado até novembro de 2018) foram representadas por modelos da linha PGR, respondendo por 42,6% das vendas da Scania no Brasil.

“Temos muito orgulho das séries P, G e R, que representa ao longo de dez anos quase 45% do total das vendas da Scania em sua história no País”, destaca Roberto Barral, vice-presidente das operações comerciais da Scania no Brasil. “Esta gama ajudou o transportador a alçar novos patamares de rentabilidade, economia de combustível, conforto e também na profissionalização da gestão da frota.”

Fazem parte das séries PGR os caminhões mais vendidos da fabricante como também do mercado como um todo. O R440, por exemplo, em outubro do ano passado, desbancou o clássico T113, até então o campeão de vendas marca no País, com 26.731 unidades licenciadas entre 1991 e 1998, período no qual foi produzido. Também em 2017, o modelo ganhou o título de caminhão mais vendido do Brasil, com 3.033 licenciamentos, o que representou 16% das vendas de pesados e quase 6% de todos os emplacamentos do segmento.

O desempenho do R440 em 2018 indica que a liderança nas vendas mais uma vez será dele, encerrando, portanto, o seu ciclo com mais uma vitória. De acordo com os dados do Renavan consolidados pela Fenabrave, a federação que representa o setor de distribuição de veículo, no acumulado até novembro, o modelo somava 3.963 unidades vendidas, de longe o mais negociado. O volume representou até então, 12,8% dos negócios na categoria de pesados, como também perto dos 6% das vendas totais de caminhões.

A entrega do último PGR produzido mereceu festa surpresa para o representante da M.Hermes, transportadora do Rio Grande do Sul. O empresário foi convidado para um almoço de negócios seguido por uma visita à fábrica, quando foi informado de que o derradeiro caminhão seria dele.

Rafael Marcarin (Scania Brasdiesel), Roberto Barral, VP da Scania, Marcelo Hermes, Iuri Hermes (transportadora M.Hermes) e Christopher Podgorski, CEO Scania Latin America

“A emoção tomou conta do Marcelo e nos contagiou”, conta Barral. “A Scania é reconhecida no mercado pelo relacionamento diferenciado com seus clientes. A entrega em parceria com a Brasdiesel, homenageia todo o trabalho da rede de concessionárias no Brasil, e com a fábrica, valoriza cada colaborador pela dedicação em 2018.”

A M.Hermes possui 11 caminhões, oito deles Scania. O primeiro chegou em 2015, um R440 6×2 da edição especial Griffin Edition. Mais recentemente, a transportadora negociou cinco R450 6×4, um deles já em operação e outros quatro serão entregues até o fim do ano, incluindo o último caminhão produzido. A empresa atua no transporte de grãos em composições rodotrem do Mato Grosso ao porto de Miritituba, no Pará. Cada caminhão roda por viagem de ida e volta entre 2.000 e 2.400 quilômetros.

A nova geração de caminhões Scania começa a ser produzida no Brasil em janeiro, dois anos depois da sua estreia na Europa. Durante esse período, a fábrica de São Bernardo do Campo foi a base de produção no mundo para abastecer os mercados que ainda ofereciam os modelos da linha PGR.

A fábrica se despede do PGR

Ontem, 21 de dezembro, aconteceu um marco: o último caminhão da série PGR foi fabricado em São Bernardo de Campo. Após 10 anos de estrada, a despedida tinha que ser especial. E por isso recebemos o proprietário da transportadora M.Hermes, que comprou o último veículo de geração e recebeu uma homenagem surpresa. O resultado você vê nesse vídeo e pode deixar compartilhar com os seus amigos! Em 2019, já começamos com o pé direito, com a Nova Geração Scania!

Posted by Scania Brasil on Saturday, December 22, 2018


Notícias relacionadas