Redação

24.08.2020 | 19:16

Produção do Kia Bongo no Uruguai completa 10 anos

Ao longo de dez anos, planta localizada no Uruguai fez 30 mil unidades do Kia Bongo, a maioria destinada ao mercado brasileiro

Produção do Kia Bongo no Uruguai completa 10 anos
Crédito: Kia/Divulgação

Há 10 anos, o Grupo Gandini inciava a produção do caminhão semi-leve Kia Bongo no Uruguai. Desde então, a empresa brasileira que representa a Kia Motors fabricou 30 mil unidades do chassi-cabine. Do total, 27.500 foram destinadas ao País e 2.500 foram vendidas no mercado uruguaio.

Ao longo desses 10 anos, o Kia Bongo recebeu várias atualizações. A maior parte foi feita para atender à legislação brasileira. Entre os destaques estão a adoção de motor Euro 5,  freios com antitravamento ABS e air bags para motorista e e passageiro. A mudança mais recente foi a introdução do cinto de segurança de três pontos e do encosto de cabeça para o ocupante do meio do banco.

LEIA TAMBÉM: Mais de 9 pontos de parada para caminhões e ônibus são certificados

A linha de produção do Bongo recebeu investimento inicial de US$ 25 milhões. Nos anos seguintes, mais US$ 10 milhões foram injetados para modernizar a fábrica. Esse montante também serviu para desenvolver fornecedores no Brasil, Uruguai e Argentina. O índice de regionalização do modelo é de 55%, segundo dados informações do Grupo Gandini.

O caminhão Kia Bongo é feito na fábrica compartilhada Kia-Nordex em Montevidéu, a capital do país. A capacidade instalada é para fazer 12 mil unidades por ano, em dois turnos. Esse número de produção nunca foi atingido. A planta uruguaia emprega 200 pessoas e gera 400 empregos indiretos.

Presidente das filiais da Kia Motors no Uruguai e no Brasil, José Luiz Gandini diz que o grande aumento na demanda por entregas deve ampliar a venda e, consequentemente, a produção do Bongo.  “Projetamos fechar o ano de 2020 com 3 mil unidades vendidas apenas no mercado brasileiro”, afirma o executivo.

KIA Bongo é da categoria de VUCs

Com Peso Bruto Total (PBT) de 3.392 kg, o Bongo tem capacidade de carga (com carroceria) de 1.530 kg. O caminhão da Kia tem 4,48 metros de comprimento, 1,99 metro de altura, 1,74 m de largura e 2,41 m de distância entre os eixos. comprimento. Com essas medidas, o modelo está classificado na categoria de Veículo Urbano de Carga (VUC).

Os Vuc’s têm livre acesso às zonas de restrições de circulação criadas nas últimas décadas em grandes cidades, como São Paulo. O peso em ordem de marcha é de 1.862 kg. A capacidade de carga sem carroceria é de 1.812 kg. O Peso Bruto Total (PBT) é de 3.392 kg.

Há duas versões: K788 e K798. Ambas vêm de série com motor 2.5 de quatro cilindros, com cabeçote de 16 válvulas, turbodiesel com intercooler. A potência é de 130,5 cv  a 3.800 rpm e o torque máximo, de 26 mkgf a partir de 1.500 rpm. A transmissão é manual de seis velocidades.

Ampla lista de equipamentos

O Kia Bongo tem ampla lista de itens de série. Há aviso sonoro de chave no contato e porta aberta, banco do motorista com ajuste manual, chave do tipo canivete com abertura e travamento das portas à distância, console central com descansa-braço rebatível e porta-objetos com dois porta-copos.

Preparação para receber sistema de som, carpete e bancos de vinil também vêm de fábrica. Assim como os vidros com acionamento elétrico e a direção com assistência hidráulica. A mais, a versão K798 traz ar-condicionado.

O Kia Bongo já está disponível na linha 2020/21. O preço sugerido parte de R$ 99.990 para a versão K788. No caso da configuração de topo, K798, a tabela começa em R$ 105.990.

 

Notícias relacionadas