Redação

31.08.2020 | 17:31

Caminhão a gás da Iveco está em testes no Chile

O caminhão a gás Iveco Stralis NP 6×2 percorrerá 36 mil quilômetros por estradas nos Andes como parte dos testes para a introdução da tecnologia também no Brasil

Iveco inicia testes de caminhão a gás no Chile
Crédito: Iveco/Divulgação

A Iveco iniciou os testes de circulação com um caminhão a gás no Chile. O novo modelo, um Stralis NP 6×2, circulará por estradas na região dos Andes por 30 dias. O cavalo-mecânico tem motor Cursor 13 NP LNG (a gás natural liquefeito) com potência de 460 cv. O seis-cilindros feito pela FPT, que está em conformidade com o programa de controle de emissões Euro VI. Segundo informações da marca, o modelo deverá percorrer 36 mil quilômetros durante os testes.

O caminhão a gás que a Iveco está testando no Chile é equipado com um tanque com pacacidade para 60 m³ de LNG. O trajeto que será percorrido tem duas bases para reabastecimento. Na Europa, o Stralis NP tem opções com autonomia entre 540 km e 1.600 km.

O projeto no país vizinho tem apoio da Empresa Nacional de Petróleo, ENAP. A companhia chilena é dedicada à exploração, produção e comercialização de petróleo e seus derivados. Para poder testar o novo caminhão a Iveco teve de obter vários certificados de autorização.

A homologação foi feita pelo Centro Chileno de Certificação e Controle de Veículos (3CV). Também foram feitos testes de funcionamento dos posto de abastecimento. Em seguida a empresa capacitou os motoristas que iriam dirigir o Stralis NP 6×2. Os registros do teste, como estudo de consumo, emissões e gerenciamento dos demais dados estão a cargo da Universidade Andrés Bello, na capital do país, Santiago.

Iveco é referência em caminhão a gás

O Stralis NP 6×2 tem transmissão automatizada de 12 marchas para frente e quatro em ré. A adoção da caixa com gerenciamento eletrônico permitiu a introdução do sistema Hi-Cruise. O novo recurso funciona em conjunto com o navegador GPS e pode escolher sozinho a marcha mais adequada conforme a topografia e a carga transportada.

O dispositivo é oferecido (com outros nomes) no Brasil em modelos da Volvo e da Mercedes-Benz, por exemplo. Na Europa, a linha Stralis é oferecida com opções movidas a LNG, CNG (gás natural comprimido, ou GNV) ou a combinação de ambos. 

A Iveco é referência mundial no desenvolvimento do caminhão a gás. Na edição de 2018 do IAA, na Alemanha, o maior salão de veículos comerciais da Europa, todos os caminhões e ônibus expostos pela italiana eram movidos a gás. A empresa quer expandir a presença desses produtos em alguns mercados. Um dos prioritários é o Brasil.

Iveco deverá ter caminhão a gás no Brasil

Por isso a Iveco vem preparando terreno para o caminhão a gás na América Latina. Em julho, a empresa obteve licença para produzir esse tipo de caminhão Argentina. A autorização permite a fabricação do Tector 160E21 movido a gás. Esse modelo deverá ser vendido também no mercado brasileiro.

Em entrevista ao Estradão, o diretor comercial da Iveco, Ricardo Barion, confirma a aposta da empresa no gás. De acordo com ele, esses caminhões podem vir a ser uma alternativa para ajudar a reduzir emissões e os custos operacionais. Confira a íntegra aqui.

Notícias relacionadas