Décio Costa

17/10/2017 - 4 minutos de leitura. Atualizado: 19/10/2017 | 15:59

Iveco anuncia investimento de US$ 120 milhões

Recurso coloca em andamento novo ciclo de lançamento de produtos

Tector 80-190 Crédito: Foto: Iveco

Ao completar 20 anos de atividades no Brasil, a Iveco também começa novo ciclo de investimento de 24 meses, do segundo semestre de 2017 ao primeiro semestre de 2019, de US$ 120 milhões para o desenvolvimento de novos produtos. O anúncio foi feito durante a Fenatran, o Salão Internacional de Transportes de Carga, de 16 a 20 de outubro no São Paulo Expo São Paulo, onde aproveitou para mostrar as primeiras novidades que introduzirá em breve no mercado.

Depois do recente lançamento do Tector AutoShift, a oferta do portfólio da empresa equipada com câmbio automatizado na categoria de caminhões semipesados, a montadora já prepara ampliar a família do Tector com mais dois integrantes para atuar no segmento de 8 a 11 toneladas, com lançamento comercial previsto para último trimestre de 2018.

Os futuros modelos 80-190 e 110-190, destinados para a distribuição urbana de carga, terão a alavanca do câmbio no painel, a mesma solução adotada na linha Daily. Em desenvolvimento com a fabricante de motores do grupo CNH Industrial, a FPT, os veículos serão equipados com o motor N45, de 4,5 litros que gera 190 cv e torque de 610 Nm. De acordo com a empresa, entregará o mais forte e pontente motor da categoria.

A versão para 11 toneladas permite ainda a instalação de terceiro eixo, elevando a capacidade para 13 toneladas sem que altere sua configuração para atuar como Veículo Urbano de Carga (VUC).

A marca anuncia que em breve aumentará também a família Daily, com o modelo City 30S13 nas versões cabine-chassi e furgão. A novidade, programada para estrear no primeiro semestre de 2018, tem peso bruto total técnico de 3,5 toneladas e um motor inédito da FPT, o F1A de 2,3 litros com tecnologia de recirculação de gases EGR.

O projeto espera oferecer mais conforto nas aplicações urbanas devido a altura reduzida em relação aos outros modelos da linha, o que permite acesso mais fácil em docas e garagens. O City também é mais leve, o que significa aumento de capacidade de carga útil.

A Iveco acredita que os novos modelos trarão mais competividade para melhor se posicionar no mercado. A empresa tem participação robusta nos segmentos nos quais atua a família Daily, de 60%, mas ainda luta para conquistar espaços no mercado total de caminhões. De acordo com a Fenabrave, a federação que reúne as revendedoras de veículos, no acumulado até setembro, a montadora encerrou o período com fatia de 4%. “Certamente não temos a participação que gostaríamos”, admite Ricardo Barion, diretor de marketing da companhia. “Mas estamos na briga. Os novos produtos lançados recentemente e os que virão em breve nos preparam ainda mais para retomada que virá.”

Notícias relacionadas