19/01/2021 - 3 minutos de leitura.

GM vai produzir vans elétricas no Canadá

As primeiras unidades das vans elétricas serão entregues para a Fedex

vans elétricas
Crédito: DetroitNews

A General Motors vai produzir vans elétricas no Canadá. Para isso, o grupo investirá R$1 bilhão (cerca de R$ 5,2 bilhões) na fábrica de Ontário. A informação é do Unifor, sindicato que representa 1.900 operários da linha de montagem da empresa.

Segundo nota divulgada em seu site, o sindicato fez um acordo provisório com a GM. Presidente do Unifor, Jerry Dias diz que haverá investimentos em novos produtos e na manutenção dos empregos.

Leia também: Nikola Motors perde venda de 2.500 caminhões elétricos

Assim, o primeiro elétrico que a GM fará na planta canadense é o EV600. Trata-se de um veículo comercial leve voltado à entrega de mercadorias e ao setor de prestação de serviços.

De acordo com a montadora, a produção em serie deve começar imediatamente.

Primeiras 500 vas elétricas serão da Fedex

Na prática, a  fábrica de Ontário será a primeira da GM a produzir veículos elétricos em grande escala. Anteriormente, na unidade eram feitos os SUVs Chevrolet Equinox. Assim, para produzir a EV600 será necessário atualizar a planta.

Em suma, a produção da van elétrica faz parte dos planos da GM para eletrificar sua linha de veículos. Nesse sentido, a empresa criou a BrightDrop. Em outras palavras, a nova marca foco empresas de logística, entregas e transporte.

Como resultado, as primeiras 500 unidades da EV600 serão destinadas à Fedex. A gigante do setor de logística é o primeiro cliente da BrightDrop.

A EV600 tem baú com 7,3 m³ e capacidade de carga de 4,5 toneladas de peso bruto total (PBT). Além disso, a autonomia vai de 274 km (carregada) a  402 km (vazia). Bem como será concorrente direta do modelo desenvolvido pela Rivian para a Amazon. 

Por fim, a EV600 será o primeiro veículo elétrico comercial da GM com a nova bateria Ultium. Essa tecnologia, que estreia nos modelos da Cadillac, garante maior autonomia.

.

Notícias relacionadas