Fenatran 2019 gera R$ 8,5 bilhões em negócio

Potencial de oportunidades foi o dobro da estimativa obtida na edição passada

Fenatran 2019 Crédito: Foto: Reed Exhibitions

A trajetória do crescimento do mercado de caminhões observada nos últimos dois anos trouxe reflexos positivos no 22º Salão Internacional do Transporte Rodoviário de Cargas, a Fenatran 2019, o maior do gênero da América Latina.

Nos cincos dias de evento, entre 14 e 18 de outubro, o São Paulo Expo recebeu mais 62 mil visitantes, crescimento de 24% em relação ao público de 2017, além de gerar R$ 8,5 bilhões em oportunidades de negócio, o dobro do potencial ao fim da edição anterior.

De acordo com balanço realizado pela Reed Exhibitions Alcantara Machadp, empresa organizadora, estiveram presentes na feira executivos vindos de mais de 55 países e representantes de 27 estados brasileiros. Participaram 450 marcas, 150 a mais que na exposição passada, o que representou 100% da cadeia do transporte rodoviário de carga.

“Tivemos a presença massiva dos principais compradores do setor com grande entusiasmo e disposição para fazer negócios”, conta em nota Leandro Lara, diretor do portfólio de mobilidade da Reed. “Encontramos nesta edição uma diversidade enorme de inovação. Muitas tecnologias que são realidade em outros países foram apresentadas como soluções para o mercado brasileiro, como caminhões elétricos, movidos a gás natural e hidrogênio, com recursos eletrônicos e de condução semi-autônoma.”

Impulsionada também por rodada de negócios, mais de 150 reuniões ocorreram nas quais estiveram presentes transportadoras, indústria de alimentos, distribuidores, importadores e operadores logísticos.

Para Luiz Carlos Moraes, presidente da Anfavea, associação que reúne as fabricantes de veículos, a Fenatran 2019 se apresenta como a consolidação da retomada do setor. “Algumas das nossas associadas nos informaram que precisaram trazer mais vendedores para os estandes e outras bateram a meta para o ano. Esta é uma informação fantástica, pois não existe compra de veículos comerciais se não há uma boa expectativa com a economia do país.”, resumiu Moraes.

Somente a Volvo, uma das associadas da Anfavea, estimou mais de R$ 1 bilhão em negócios, dentre produtos e serviços. “Esperamos atingir mais um recorde de vendas, com o maior volume de negócios já alcançado pela Volvo em toda a história da Fenatran”, comemorou Wilson Lirmann, presidente Grupo Volvo América Latina.

Balanço positivo também fez a Anfir, a associação dos fabricantes de implementos rodoviários, com o registro em torno de 15 mil reboques e semirreboques negociados na feira. “Desde as primeiras horas do primeiro dia da feira percebia-se que o evento seria diferente, conta Noberto Fabris, presidente da entidade. “Esta foi a melhor Fenatran dos últimos tempos para o setor fabricante de implementos rodoviários.”

Na parte externa, no Fenatran Experience, mais de 2 mil test-drives foram realizados. O público pode experimentar lançamentos como o novo Mercedes-Benz Actros sem espelho retrovisor externo, o caminhão Scania movido a gás, o elétrico e-Delivery e até mesmo o autônomo para o setor sucroalcooleiro da Mercedes-Benz.


Notícias relacionadas