Notícias

Fabricantes de caminhões unidas por transporte a hidrogênio na Europa

As marcas Daimler Truck AG, Iveco, OMV, Shell e Grupo Volvo se uniram. Em outras palavras, estão de olho no... leia mais

Redação

11 de jan, 2021 · 4 minutos de leitura.

transporte a hidrogênio" >

As marcas Daimler Truck AG, Iveco, OMV, Shell e Grupo Volvo se uniram. Em outras palavras, estão de olho no mesmo objetivo. Ou seja, o transporte a hidrogênio em massa na Europa.

Segundo as empresas, isso é essencial. Só assim será possível eliminar a emissão de carbono do setor de caminhões.

Os caminhões movidos a hidrogênio serão a chave para permitir o transporte livre de CO2. A ideia é que isso ocorra já nos próximos anos.

A informação é do CEO da Daimler Truck AG, Martin Daum. "É uma chamada à ação para os governantes, demais envolvidos e sociedade", diz.

Novo mercado no horizonte

Segundo a Daimler, isso deverá criar novas indústrias. Ou seja, instalações de produção de hidrogênio livres de emissões de carbono. E sistemas de distribuição de hidrogênio de grande escala.

Nesse sentido, haverá uma rede com alta capacidade de reabastecimento de hidrogênio. Tanto líquido quanto gasoso. Da mesma forma, a indústria vai produzi caminhões a hidrogênio.

As empresas acreditam nos mesmos objetivos. Ou seja, que os investimentos vão criar condições para um novo mercado de transporte rodoviário. E movido 100% a hidrogênio.

Adesão de clientes

Isso é necessário e urgente. Só assim a Europa vai atender a meta de atingir nível zero de emissões até 2050. Espera-se que o aumento de escala comece com grupos de clientes.

Ou seja, empresas dispostas a se comprometer antecipadamente com o transporte rodoviário baseado em hidrogênio.

Contudo, está previsto que essas frotas venham a operar em grupos regionais.  E ao longo de corredores europeus de alta capacidade com boa cobertura de postos de abastecimento.

Parcerias estratégicas e rede de abastecimento

Recentemente, a  Daimler Truck AG e a Linde assinaram um contrato conjunto. Na prática, vão desenvolver a tecnologia de abastecimento de hidrogênio líquido para caminhões.

Continua depois do anúncio

Conforme noticiou o Estradão, o objetivo é atender caminhões elétricos. Mas os com energia gerada por células a combustível. Em outras palavras, tornar prático o processo de reabastecimento.

Para isso, as empresas vão se concentrar em um novo processo. Ou seja, com hidrogênio líquido "sub-resfriado", "tecnologia sLH2".

Essa tecnologia permite que o abastecimento seja feito com maior densidade. Assim como de modo mais rápido. E também com maior eficiência energética.