Notícias

eSprinter elétrica terá nova plataforma da Mercedes-Benz

Graças a uma nova plataforma, que permitirá mais versatilidade para o desenvolvimento de várias versões, Mercedes-Benz vai expandir a oferta da e-Sprinter

Redação

08 de abr, 2021 · 4 minutos de leitura.

Mercedes-Benz eSprinter nova geração" >
Mercedes-Benz eSprinter nova geração
Crédito:Mercedes-Benz/Divulgação
Mercedes-Benz eSprinter nova geração

A nova eSprinter, versão elétrica da Mercedes-Benz Sprinter, terá nova base. A Plataforma de Versatilidade Elétrica vai oferecer maior flexibilidade para o desenvolvimento de diferentes tipos de carrocerias. Segundo informações da fabricante.

Esse tipo de arquitetura já é oferecido para veículos com motor a combustão da marca. Além disso, a Mercedes-Benz vai fazer a nova geração da eSprinter em três fábricas.

Você também vai gostar de


LEIA TAMBÉM: Toyota testa ambulância movida a célula a hidrogênio

Ou seja, na planta norte-americana de North Charleston, na Carolina do Sul, nos Estados Unidos. E nas unidades alemãs localizadas em Düsseldorf e Ludwigsfelde.

e-Sprinter mira novos mercados

Com a nova e-Sprinter, a Mercedes-Benz mira novos segmentos. Além disso, a marca quer lançar e ampliar a presença do modelo em vários mercados. Isso inclui os EUA e o Canadá, por exemplo.

Nesse sentido, a empresa está investindo ? 350 milhões (cerca de R$ 2,3 bilhões). Assim, iniciou o processo de adequação das plantas para fazer a nova eSprinter. O investimento inclui equipamentos e treinamento dos funcionários.

?O futuro da mobilidade no setor de transporte é a eletrificação. diz o chefe da Mercedes-Benz Vans, Marcus Breitschwerdt. Segundo ele, a participação nas vendas desse tipo de veículo está em alta.

Por isso a marca foca o novo modelo. "Ou seja, com a Plataforma de Versatilidade Elétrica vamos expandir de forma significativa nossa oferta na série comercial?, conta.

Nova e-Sprinter chega em 2023

De acordo com o executivo, é preciso expandir a produção da eSprinter. Assim, será possível atender os diferentes mercados onde o modelo é e será oferecido.

Portanto, cada uma das três fábricas receberá cerca de ? 50 milhões (uns R$ 330 milhões). Com isso, a produção da nova geração da eSprinter dever começar no segundo semestre de 2023.

Além disso, a marca se prepara para ter linhas de produção sustentáveis. Ou seja, a Mercedes-Benz vai neutralizar suas emissões de CO². Isso incluir a planta do Brasil.

Continua depois do anúncio

Fábrica da eSprinter fará 60 anos

A atual geração da eSprinter é feita exclusivamente na fábrica de Düsseldorf. A planta vai completar 60 anos em 2022. Por ora, conta com cerca de 6 mil funcionários. E produz também as versões com motor a combustão da Sprinter.

Por sua vez, a fábrica de Ludwigsfelde fez 30 anos em fevereiro. A unidade emprega cerca de 2 mil funcionários. Lá é feita também a versão chassis da Sprinter.

Por fim, a planta de North Charleston foi inaugurada há 15 anos. A unidade produz as vans Sprinter e Metris. Em 2018, iniciou a fabricação de peças para comerciais leves. E emprega cerca de 1,6 mil pessoas.