Notícias

Ducato elétrica, Fiat e-Ducato estreia na Europa

Ducato elétrica pode ser encomenda na Itália e em outros países da Europa, tem motor de cerca de 120 cv e autonomia de até 370 km

Redação

26 de abr, 2021 · 5 minutos de leitura.

Ducato" >
Crédito:Fiat/Divulgação

A linha Ducato acaba de ganhar versões 100% elétricas. Trata-se da e-Ducato, que faz parte da linha Fiat Professional. Ou seja, a divisão da marca italiana focada em veículos comerciais leves. De acordo com a empresa a novidade faz parte de uma grande investida em eletrificação veicular.

Segundo a Fiat, até 2025 haverá versões elétricas de quase toda sua gama vendida na Europa. Em outras palavras, a empresa precisa atender as leis cada vez mais rígidas de emissões no continente.

Você também vai gostar de


Assim, a versão elétrica da Ducato já pode ser encomenda na Itália e em outros países europeus. O preço sugerido parte de ? 42.700. Ou seja, uns R$ 283 mil na conversão direta. Além disso, há os 15% do IVA, imposto que incide sobre produtos e serviços vendidos na Europa.

Ducato elétrica terá duas etapas de produção

A e-Ducato vais ser produzida em Atessa, na Itália. Ou seja, na mesma planta onde é feita a Ducato com motor a combustão. Portanto, de lá as vans serão levadas a Turim, no norte do país, para receber o trem  trem de força elétrico.

A versão elétrica estreia no ano em que a Ducato completa 40 anos. Segundo a Fiat, o modelo é um dos veículos comerciais mais vendidos na Europa. A Ducato é feita também em Sete Lagoas (MG). Contudo, no Brasil só há versões com motores a diesel.

Autonomia de até 370 km

Segundo a Fiat, a e-Ducati tem desempenho similar ao das versões a diesel. Nesse sentido, o motor elétrico gera potência de 90 kW (cerca de 120 cv). Ou seja, leva 5 segundos para ir de 0 a 50 km/h.

A versão elétrica da linha Ducato tem dois pacotes de baterias, de 47 kWh e 79 kWh. Com o "menor", a e-Ducato pode rodar até 170 km na estrada e 235 km na cidade. Com o "maior", são 280 km e 370 km, respectivamente.

Ou seja, no ciclo WLTP. A garantia também varia conforme a escolha. Para o de 47 kWh são oito anos ou 160.000 km. Para o de 79 kWh, são dez anos ou 220.000 km.

DHL compra 100 vans elétricas

Os pacotes de baterias ficam sob o assoalho da van. Segundo a Fiat, com isso o espaço para carga foi mantido. Ou seja, vai de 10 m³ a 17 m3. As versões têm 5,41 metros, 5,99 m e 6,36 m de comprimento. 

Continua depois do anúncio

A DHL atuou no desenvolvimento da versão elétrica da Ducato. Nesse sentido, testou a eDucato em condições reais de uso. Como resultado, já encomendou 100 unidades para suas operações na Europa. Segundo a empresa, esses veículos vão percorrer rotas de até 200 km.

Acima de tudo, o objetivo é atender as leis cada vez mais rígidas de emissões de poluentes na Europa. Nesse sentido, a DHL promete que, até o fim desta década, 60% de sua frota será elétrica.

Ou seja, serão cerca de 20 mil veículos. Segundo a empresa, até agora a a gigante do setor de transportes tem 500 vans elétricas em sua frota europeia.

Ducato