Daimler Trucks registra seu melhor ano de vendas

Empresa se consolida como a maior fabricante de veículos comerciais do mundo

Daimler Trucks: maior fabricante de veículos comerciais do mundo. Crédito: Foto: Daimler Trucks

A Daimler Trucks, dona das marcas Mercedes-Benz, Fuso, Freightliner, Western Star, Thomas Built e BharatBenz, anunciou ter registrado um dos melhores desempenhos em vendas de sua história em 2018, ao contabilizar mais de 500.000 veículos negociados em todos os mercados, contra 470.700 unidades apuradas em 2017. O resultado ainda é preliminar e os números extados serão divulgados oficialmente em 6 de fevereiro. Com o volume, no entanto, a empresa já reafirma o título de maior fabricante de veículos comerciais do mundo.

Somente no acumulado até novembro do ano passado, a divisão de caminhões do Grupo Daimler apurou crescimento de 11%, para 466.900 unidades contra 422.500 veículos anotados no mesmo período de 2017.

“2018 foi um dos anos de maior sucesso na história da Daimler Trucks. Nossas vendas mundiais são significativamente maiores do que no ano anterior”, conta em nota Martin Daum, membro do Conselho Administrativo da Daimler, responsável por caminhões e ônibus. “Com mais de 500.000 caminhões, alcançamos as maiores vendas unitárias dos últimos dez anos. Em 2019, continuaremos perseguindo o objetivo de tornar nossos clientes – e também a sociedade – mais bem-sucedidos a cada dia com soluções de transporte inovadoras.”

A Daimler Trucks obteve resultados positivos na maior parte dos mercados em que atua. Na região do Nafta, as vendas das marcas Freightliner, Western Star e Thomas Built Buses cresceram 15% nos onze primeiros meses do ano, para 172.700 unidades. Na América do Norte, com os caminhões da Freightliner, a empresa lidera o mercado da categoria de pesados com 38% de participação.

Na Ásia, os licenciamentos da empresa aumentaram 12% com 147.900 veículos negociados até novembro do ano passado, contra 132.400 unidades vendidas no mesmo período do ano anterior. Apesar do crescimento na região, o desempenho da empresa no maior mercado de veículos comerciais do mundo, a China, ficou abaixo do esperado. Por lá, a Daimler atua com 50% de participação na joint venture Beijing Foton Daimler Automotive, fabricante dos caminhões médios e pesados ​​Auman. Nos primeiros onze meses de 2018, as vendas somaram 95.100 unidades contra 104.600 negociadas no mesmo período de 2017.

Na União Europeia, as vendas da Daimler Trucks aumentaram ligeiramente em 4% em 2018. De janeiro a novembro, foram vendidas 76.200 unidades contra 73.600 anotadas um ano antes. A Mercedes-Benz Trucks manteve sua liderança de mercado nos segmentos de médio e grande porte, com uma participação de 20,4%.

A corporação dá destaque à contribuição significativa da América Latina no resultado global, especialmente o desempenho do Brasil. No acumulado até novembro, o crescimento das vendas na região foi de 26%, alcançando 34.400 veículos ante 27.300 unidades computadas há um ano.

No País, a Mercedes-Benz liderou as vendas de caminhões no ano passado, com mais de 21.000 unidades negociadas, um alta de 44% sobre 2017 e volume que representou 27,8% do mercado. Philipp Schiemer, presidente e CEO América Latina, destaca o avanço da marca na categoria de pesados. “Com quase 10.000 unidades emplacadas, lideramos o segmento em 2018 e dobramos as vendas em relação a 2017, saindo de 26,2% para 28,6% de participação nesta competitiva categoria.”


Notícias relacionadas