Crédito para caminhoneiros pode chegar a R$ 1 bilhão

Linha para manutenção de veículos deverá estar disponível na semana que vem

BNDES: caminhoneiro poderá tomar empréstimo de até R$ 30 mil Crédito: Foto: Mercedes-Benz

A linha de crédito de R$ 500 milhões anunciada em abril pelo BNDES, Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, exclusiva para compra de pneus e manutenção de caminhões de autônomos pode dobrar e chegar a R$ 1 bilhão, a depender da demanda.

A estimativa é do presidente do banco de fomento, Joaquim Levy, feita durante encontro com a imprensa na sede da instituição, no Rio de Janeiro (RJ), na tarde de terça-feira, 14 de maio. “Nós pré-aprovamos R$ 500 milhões podendo chegar a R$ 1 bilhão sem a menor dificuldade”, contou o dirigente para a Agência Brasil. “Como todo banqueiro quero que o ativo que emprestei tenha o máximo rendimento e mantenha seu valor.”

Segundo disse Levy, o banco recebeu indicativo do Ministério da Economia para liberar os empréstimos e faltava somente finalizar o modelo da operação já aprovado e pronto para ser ativado. “A partir da semana que vem já está funcionando, porque a gente já teve o ok de Brasília’, revelou à Agência Brasil.

O valor do empréstimo será limitado a R$ 30 mil por caminhoneiro que tenha no máximo dois veículos em seu nome, imposição para garantir que somente o autônomo se beneficie do recurso. O banco, no entanto, ainda não revelou taxas de juros e prazos para pagamento. “A ideia do empréstimo é dar condições para ter certeza de que em um momento de desafio para o setor, o caminhoneiro terá recursos para manter e preservar o capital dele.”


Notícias relacionadas