Notícias

Caminhoneiros podem ter renda 20% maior com pacote do governo

O pacote para caminhoneiros prevê antecipação de frete, documento de transporte eletrônico e mudanças na pesagem do caminhão

Aline Feltrin

18 de mai, 2021 · 4 minutos de leitura.

governo federal" >
Crédito:Valter Campanato/Agência Brasil

O governo federal lançou um pacote de benefícios para os caminhoneiros nesta terça-feira (18). Ou seja o programa Gigantes do Asfalto. Assim, a  renda dos motoristas autônomos pode crescer até 20%. A meta é gerar melhores condições de trabalho.

Nesse sentido, os caminhoneiros vão poder antecipar rendimentos. Para isso, haverá contas digitais. Segundo o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães.

Segundo ele, o Caixa Tem será grátis. ?A medida vai eliminar a carta frete que os motoristas não podiam utilizar. E ajudar quem não têm conta em banco?, diz.

Caminhoneiros poderão renegociar dívidas

Guimarães diz que as taxas vão ser "reduzidas". Porém, ele não deu detalhes. ?A nova realidade deve fortalecer a formalização da categoria?, afirma.

Além disso, vai ser possível negociar dívidas atrasadas. Os descontos serão de até 90%. A medida vai ajudar 700 mil caminhoneiros, de acordo com Guimarães.

No mesmo sentido, vai dar para usar a casa como garantia de empréstimos. Apenas operações de Crédito Direto ao Consumidor (CDC) tinham essa facilidade. Com isso, o governo quer facilitar a compra de caminhões.

Documento Eletrônico de Transporte

Assim, a renda dos caminhoneiros pode crescer até 20%. Segundo o secretário de Política Econômica do Ministério da Economia, Adolfo Sachsida.

De acordo com o governo, apenas 13% do que o caminhoneiro recebe é renda. Assim, 47% vão para cobrir custos e 40% para intermediários.

Juntamente com o anúncio, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) assinou uma medida provisória. Assim, o Documento Eletrônico do Transporte (DT-e) deve sair do papel. Com isso, o sistema eletrônico reunirá cerca de 20 documentos.

Menos burocracia

Com isso, deve reduzir a burocracia. Portanto, vai agilizar as operações de transporte. O DT-e é uma reivindicação antiga dos caminhoneiros.

O presidente também autorizou mudanças no artigo 21 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Assim, vai diminuir os casos de apreensão do caminhão. Na prática, o motorista poderá seguir viagem e resolver eventuais irregularidades depois.

Continua depois do anúncio

Por fim, o governo promete inaugurar mais 100 pontos de parada em rodovias. Segundo o Ministro da Infraestrutura, Tarcisio de Freitas.

Vale diesel ficou de fora

De acordo com o governo, isso deve ocorrer até o fim de 2021. O objetivo é contribuir com o cumprimento da Lei do Descanso.

Seja como for, um suposto vale para pagamento de diesel ficou de fora. Segundo o presidente da Associação Brasileira dos Condutores de Veículos Autônomos (Abrava)Wallace Landin, essa era uma das promessas do governo.

Segundo Landin, conhecido como Chorão, trata-se de um passo importante para os caminhoneiros. De com ele, é a primeira vez que o governo concentra tantos esforços em um projeto para a categoria.