Mercado

Caminhões usados têm boom de vendas com alta de 58% em 2021

Vendas de caminhões usados continuam em alta no País e, mesmo depois de um mês de julho tímido; acumulado mostra ótimo desempenho no ano

Andrea Ramos

06 de ago, 2021 · 3 minutos de leitura.

Vendas de caminhões usados crescem 58% no acumulado do ano" >
Vendas de caminhões usados crescem 58% no acumulado do ano
Crédito:Mercedes-Benz/Divulgação
Vendas de caminhões usados crescem 58% no acumulado do ano

Por causa da redução da oferta de novos, as vendas de caminhões usados se mantêm em alta. Ou seja, o aquecimento nas vendas do 0-km, puxado sobretudo por causa do negócio agro, justifica o crescimento dos caminhões usados e seminovos.

Ademais, ainda se tratando de caminhões 0-km, a indústria enfrenta um gargalo na produção, por causa de componentes. E há modelos que não estão sendo entregues no prazo estimado pelo cliente.

Nesse sentido, dados divulgados pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) mostram que as lojas e concessionárias venderam 38.384 unidades em julho. Ou seja, 3,79 % a mais na comparação com o mês anterior que fechou com 36.981 unidades.

No entanto, na comparação com julho do ano passado, o crescimento é de 18,30%. Assim, em julho de 2020 as lojas venderam 32.447 caminhões usados.

Da mesma forma, houve crescimento nas vendas no acumulado de janeiro a julho de 58%. Foram 236.188 unidades. Enquanto nos setes primeiros meses de 2020, 149.489 mil unidades haviam sido vendidas.

 

Vendas de caminhões usados por marca

No acumulado até maio, a Mercedes-Benz foi a marca que mais vendeu caminhões usados, com 38.25% de participação. Em seguida, vem a Volkswagen Caminhões e Ônibus/MAN com 21.33%, Ford (16,39%), Scania (8,84%), Volvo (8,22%) e Iveco (4,12%).

Revendas mostram desempenho positivo

Segundo dados da Fenauto, que reúne os revendedores multimarcas, suas afiliadas venderam 240.048 caminhões usados no Brasil nos sete primeiros meses de 2021. Ou seja, crescimento de 57,3% sobre as 152.626 unidades vendidas no mesmo período de 2020.  No mês de julho, as lojas venderam 39.034 caminhões. Isso representa um crescimento de 3,7% sobre as 37.624 vendas feitas em junho.

Os 10 caminhões mais vendidos em julho

  • 1º) Ford Cargo - 3.270 (7,75%)
  • 2º) Ford F-4000 - 2.040 (5,23%)
  • 3º) Mercedes-Benz 1313 - 1.840 (4,71%)
  • 4º) Volvo FH - 1.799 (4,61%)
  • 5º) Mercedes-Benz 1620 - 1.237 (3,17%)
  • 6º) Mercedes-Benz 710 - 1.124 (2,88%)
  • 7º) Mercedes-Benz 608 - 1.038 (2,66%)
  • 8º) Volkswagen 8.150 - 912 (2,34%)
  • 9º) Mercedes-Benz Axor* - 884 (2,26%)
  • 10º) Mercedes-Benz Atego* - 723 (1,85%)
  • Outros - 24.410 (62,54%)
  • Total - 39.034

*Relatório Fenauto agrupa por modelos