Andrea Ramos

09/01/2020 - 16 minutos de leitura.

Os 10 caminhões pesados mais vendidos no Brasil

Veja a lista com os dez caminhões pesados mais vendidos no Brasil em 2019. As marcas Volvo, Scania, Mercedes-Benz e DAF foram as preferidas dos consumidores

O caminhões pesados lideraram as vendas no Brasil
Crédito: Scania Trucks/Divulgação

Os dez caminhões pesados mais vendidos do Brasil em 2019 responderam por 50,75% de todos os emplacamentos do segmento. O número representa crescimento de mais de 5% em relação a igual período de 2018, quando o segmento teve participação de 45,50% do mercado.

No ano passado, foram vendidos 101.735 caminhões no mercado brasileiro. Em 2018 o total de emplacamentos foi de 76.428 unidades. Os números são da Fenabrave, federação que reúne as associações de concessionárias do Brasil.

O agronegócio é tradicionalmente o maior comprador desse segmento. Por isso, os caminhões pesados mais vendidos no Brasil são os de uso rodoviário.

Os sinais de retomada da economia ajudaram a incrementar as vendas de caminhões fora-de-estrada. O Mercedes-Benz Axor 3344 foi o único dessa subcategoria a aparecer na lista dos caminhões pesados mais vendidos no Brasil em 2019.



Caminhões pesados mais vendidos

Confira abaixo a lista dos caminhões pesados mais vendidos no Brasil em 2019.

1º – Volvo FH 540

Mais uma vez o Volvo está na primeira posição entre os caminhões pesados mais vendidos do Brasil

 

O Volvo FH ficou no topo da lista dos caminhões pesados mais vendidos do Brasil em 2019. Foram emplacadas 7.219 unidades do modelo da marca sueca.

O resultado representa 14% de participação no segmento. De acordo com informações da Volvo, a maior parte desses modelos tem tração 6×4. A linha também conta com o FH 540, com tração 6×2, 8×2 e 8×4.

O FH é considerado como o objeto de desejo de motoristas e transportadores. Isso porque, além de conforto, o Volvo oferece várias soluções voltadas à segurança e redução do consumo de diesel.

Um bom exemplo é o Driver Coaching. O sistema ajuda o motorista a obter a melhor resposta do caminhão. Ao fim de cada viagem, é possível checar informações relativas à performance por meio do computador de bordo.

Outra boa ferramente é o I-See. O dispositivo, que utiliza sensores que leem a estrada, memoriza a topografia da rota. Com base nessas informações, o sistema pode sugerir formas de o motorista melhorar o tipo de condução na próxima vez que fizer o mesmo percurso.

O FH tem motor D13 de 12,8 litros e 6 cilindros em linha. A potência é de 540 cv, entregues entre 1.450 e 1.900 rpm, e o torque é de 265 mkgf entre 1.050 e 1.450 rpm. O câmbio é automatizado de 12 marchas.

2º – Scania R 450

O R 450 é o Scania mais procurado pelos transportadores

O Scania R 450 foi o segundo caminhão pesado mais vendido do Brasil em 2019. Com 5.348 emplacamentos registrados, o modelo garantiu 10,36% de participação no segmento.

O preço pesa contra o Scania R 450. Na versão com tração 6×4, por exemplo, a tabela de R$ 548 mil é mais alta que a de rivais com motor mais potente.

A favor está a redução de 12% no consumo de combustível em relação à geração anterior. A informação é da fabricante.

O resultado é fruto de avanços como o desenho da cabine, que ajudou a melhorar a aerodinâmica, e o novo sistema de injeção de diesel. Batizado pela marca de XPI, o recurso ajusta automaticamente o fornecimento e a pressão do combustível conforme a necessidade. Na prática, isso reduz o desperdício.

O motor DC13, de 13 litros e 6 cilindros em linha, gera potência de 450 cv a 1.900 rpm e torque de 240 mkgf entre 1.000 a 1.300 rpm. O câmbio tem 12 marchas e há o sistema de freio de eixo batizado pela marca de Lay Shaft Brake.

Essa solução reduziu em 0,4 segundo o tempo das trocas de marcha. A redução do consumo de combustível é de cerca de 2%, de acordo com informações da fabricante.

Boa parte dos compradores do R 450 operam com bitrem. Isso explica o fato de a maior concentração de vendas ser da versão com tração 6×4. Entre as opções da gama estão as cabines R e S e as configurações 4×2 e 6×2.

3º – Volvo FH 460

O FH 460 é uma opção para rodar com bitrem e bitrenzão

Com 4.788 unidades vendidas e 9,28% de participação entre os pesados, o Volvo FH de 460 cv foi o terceiro caminhão pesado mais vendido no Brasil em 2019. Essa versão tem os mesmos recursos do líder de vendas FH 540.

O que muda é a potência e o torque do motor Volvo D13 de 12,8 litros e 6 cilindros em linha. São 460 cv entregues entre 1.400 e 1.900 rpm e 235 mkgf de 1.000 a 1.400 rpm. O câmbio é automatizado de 12 marchas.

Nessa configuração, o FH 460 atende operações com bitrem de 7 e 9 eixos. Por isso as vendas estão concentradas na versão traçada. A Volvo também oferece o modelo nas opções 4×2, 6×2, 8×2 e 8×4.

4º – Mercedes-Benz Actros 2651

O Actros 2651 traçado garantiu boas vendas para a marca

 

O Actros 2651 foi o caminhão traçado mais vendido da Mercedes-Benz em 2019. Com 3.703 unidades, o modelo garantiu 7,18% de participação entre os pesados. Não por acaso, essa opção permanecerá em linha mesmo após a chegada da nova gama, que estreia neste ano.

A Mercedes-Benz oferecerá as duas gerações do caminhão no mercado brasileiro. E, por causa do sucesso de vendas do atual modelo traçado, o novo também terá uma versão denominada 2651.

O Actros 2651 6×4 tem motor OM-460 LA de 13 litros que gera potência de 510 cv a 1.800 rpm e torque de 244,7 mkgf a 1.100 rpm. O câmbio é automatizado de 12 marchas.

O caminhão da marca alemão tem um sistema que ajusta a pressão do turbo para obter as melhores respostas do motor. O objetivo é garantir a melhor entrega de potência e torque com menor consumo de diesel. O motorista pode monitorar esse ajuste por meio do painel de instrumentos.

Outros destaques são recursos de segurança como assistente ativo de frenagem, orientação de faixa de rolamento e controle de proximidade do veículo à frente. Na geração atual, esse pacote está apenas na versão com cabine Megaspace Segurançao. Na nova, esses equipamentos passam a vir de série em toda a linha.

5º – DAF XF 105 510

DAF XF105 é o mais vendido da DAF e o único da marca na lista dos pesados mais vendidos

 

O DAF XF105 510 é o responsável pela maior fatia dos emplacamentos entre os modelos pesados da marca. No ano passado, foram vendidas 3.015 unidades no mercado brasileiro. Com isso, obteve 5,84% de participando no segmento.

O motor é o Paccar MX 13, de 13 litros e 6 cilindros em linha. A potência é de 510 cv entre 1.500 e 1.900 rpm e o torque é de 255 mkgf de 1.050 a 1.410 rpm. O câmbio é automatizado de 12 velocidades fornecido pela ZF.

De série, o DAF XF105 traz itens como banco com suspensão pneumática, ar-condicionado, preparação para climatizador e controle automático de temperatura. Há ainda várias opções de acabamento do painel de instrumentos, retrovisores bipartidos com ajustes elétricos e desembaçador térmico, entre outos.

6º – Scania R 500

Scania R500 é o segundo mais vendido da Scania

 

Segundo caminhão pesado mais vendido da Scania no Brasil, o R 500 ficou na sexta posição no segmento. Em 2019, foram vendidas 2.625 unidades, o que representa 5,09% de participação no segmento.

O Scania R 500 é mais vendido no Brasil é da configuração 6×4. O modelo é utilizado principalmente por operadores  que trabalham com bitrem de 7 eixos, como bitrenzão e até rodotrem de 9 eixos.

Segundo informações da marca, o motivo do sucesso é a boa oferta de torque, fundamental nesse tipo de operação. O R 500 tem motor DC13 de 13 litros e 6 cilindros em linha, com potência de 500 cv a 1.900 rpm e torque de 275 mkgf entre 1.000 e 1.300 rpm. O câmbio é automatizado de 14 marchas, sendo duas reduzidas.

7º – Mercedes-Benz Actros 2546

O Actros 2546 é o 6×2 premium da Mercedes-Benz

 

O Actros 2546 é a versão de topo da linha da Mercedes-Benz com configurada 6×2. Considerado como um modelo premium, o caminhão pesado teve 1.763 unidades emplacadas no Brasil em 2019. Isso representa 3,42% das vendas do segmento.

O motor é o OM 460 de 460 cv de potência e 234 mkgf de torque. O câmbio é o G-281 Powershift, automatizado de 12 velocidades. A relação 1:1 traz como principal benefício o melhor escalonamento das marchas.

Essa caixa oferece duas opções de modos de condução. A Power, ideal para encarar subidas e fazer ultrapassagens, troca as marchas em rotações mais altas.

A EcoRoll funciona como uma espécie de “banguela eletrônica”. O sistema, com gerenciamento eletrônico,é totalmente seguro, de acordo com informações da Mercedes-Benz. Na prática, o dispositivo aproveita as forças da inércia e tem como objetivo reduzir o consumo de diesel.

8º – Mercedes-Benz Axor 2544

O Axor 2544 é outro trucado da Mercedes bem vendido, mas ele é posicionado na categoria de entrada

No ano passado, foram vendidas 1.606 unidade do  Axor 2544 no mercado brasileiro. Esse número representa 3,11% de participação de mercado. E deu ao Mercedes-Benz a 8ª posição no ranking de emplacamentos de caminhões pesados. .

Desde o lançamento, em 2005, o Axor 2544 recebeu cerca de 60 melhorias, de acordo com informações da fabricante. As mais recentes, feitas em 2018, incluem climatizador compacto, mas com melhor distribuição de ar, túnel do motor rebaixado e novo painel de instrumentos.

O motor OM-457 LA de 6 cilindros gera potência de 439 cv a 1.900 rpm e o torque de 224 mkgf a 1.110 rpm. De série o modelo vem com câmbio automatizado, batizado de MB 281, de 12 marchas. A versão de 16 velocidades é opcional.

No quesito segurança, dois destaques são o Hill Start Aid, sistema que auxilia a partida em rampa, e o ASR, sigla de controle eletrônico de tração.

9º – Mercedes-Benz Axor 3344

O modelo 3344 é o único off-road na lista dos dez caminhões mais vendidos no Brasil em 2019

O Axor 3344 é voltado para atividades fora-de-estrada. O modelo faz sucesso nos segmentos canavieiro e madeireiro, bem como em operações em canteiros de obras. Em 2019, foram vendidas 1.313 unidades, ou 2,54% de participação de mercado.

Lançado em 2005, nas versões P (plataforma), K (caçamba) e S (cavalo mecânico), o Mercedes-Benz é o único único traçado off-road da lista de caminhões pesados mais vendidos no Brasil.

O motor é o OM-457 de 12 litros que gera potência de 439 cv a 1.900 rpm e torque de 224 mkgf a 1.100 rpm. O câmbio é o MB G-330, automatizado de 12 marchas. Como opcional há a caixa MB G-240, de 16 velocidades.

10º – Volvo FH 500

O FH 500 encerra a lista de vendas entre os pesados em 2019 no Brasil

Com 1.293 unidades emplacadas (2,51% de participação no segmento), o FH 500 fecha a lista dos 10 caminhões pesados mais vendidos do Brasil em 2019. O modelo traz os mesmos itens de segurança das versões com motores de 540 e 460 cv.

O FH 500 é oferecido nas configurações de tração 4×2, 6×2, 6×4, 8×2 e 8×4. Seu motor desenvolve 500 cv de potência entre  1.400 e 1.900 rpm e torque de 255 mkgf de 1.050 a 1.400 rpm. De série o câmbio é automatizado de 12 marchas.

Notícias relacionadas