Você está lendo...
Caminhão conceitual Steinwinter Supercargo 2040 era para lá de extravagante
Notícias

Caminhão conceitual Steinwinter Supercargo 2040 era para lá de extravagante

Criado nos anos 1970, caminhão Supercargo 2040 só ficou pronto em 1983, mas projeto não vingou por questões ligadas às regras de segurança

Redação

25 de jun, 2022 · 6 minutos de leitura.

Caminhão conceito dos anos 70 foi o mais extravagante do seu tempo
Caminhão conceito dos anos 70 foi o mais extravagante do seu tempo
Crédito:Divulgação
Caminhão conceito dos anos 70 foi o mais extravagante do seu tempo

O Steinwinter Supercargo 2040 Cab-Under foi um caminhão conceitual desenvolvido nos anos 1970. O modelo alemão chamou muita atenção na época por causa do desenho incomum. Afinal, a ideia do trailer sobre a cabine é inovador até hoje.

Leia também: Volkswagen Delivery 11.180 4x4 ganha versão motorhorme

Criado pelo engenheiro alemão Manfred Steinwinter, o primeiro protótipo do Supercargo 2040 surgiu no Salão Automóvel de Frankfurt, na Alemanha, de 1983. Ou seja, seu desenvolvimento levou mais de cinco anos para ser concluído.


Seja como for, o caminhão foi feito sobre um chassi da Mercedes-Benz. Segundo dados da época, a cabine tinha 6,5 metros de comprimento e apenas 1,17 m de altura. Ou seja, era mais baixa até do que carros esportivos. Para comparação, são 15 cm a menos que um Ford GT40.

Ademais, a cabine contava com um pequeno beliche ao lado do banco do passageiro. E Recaro assinou os bancos. Assim, deu ainda mais esportividade ao ambiente a bordo. 

Foco na versatilidade

Porém, mesmo assim o foco do modelo era a garantir facilidade em manobras. Além disso, o caminhão era baseado no conceito modular. Dessa forma, a ideia era permitir várias possibilidades de uso.


Nesse sentido, o projeto do Supercargo 2040 incluía opções de dois a cinco eixos. Bem como diferentes possibilidades de distância entre os eixos. Como resultado, o protótipo podia puxar um reboque de 18 metros de comprimento e a carga útil era de 20 toneladas.

O caminhão alemão também podia receber carroceria com assentos. Assim, serviria como uma espécie de ônibus. Dessa forma, um único chassi poderia realizar operações com vários tipos de implemento. Com isso, a ideia era reduzir significativamente os custos.

Caminhão conceito dos anos 70 foi o mais extravagante do seu tempo
Cabine baixa lembra a de automóveis esportivos; Fotos: Divulgação

Trem de força

Diferentemente de caminhões tradicionais, o motor do Supercargo 2040 ficava atrás da cabine. Segundo o projeto, tratava-se de um V8 da Daimler a diesel com 400 cv de potência e 214 mkgf de torque disponíveis a partir das 1.100 rpm. A transmissão, fornecida pela ZF, tinha 16 velocidades.

Em vários aspectos, o Supercargo 2040 estava bem à frente dos caminhões da época. Em outras palavras, tinha sistemas modernos, como suspensão a ar nos dois eixos. Bem como freios ABS e cabine com bancos revestidos de couro e ar-condicionado.

Não por acaso, o modelo recebeu aprovação para testes em operações com semirreboques articulados. Porém, especialistas do setor de transporte concluíram que havia uma grande tendência a subviragem. Ou seja, de o semirreboque passar à frente da cabine em caso de acidente.


Testes de segurança

Além disso, havia as regras impostas pelas autoridades europeias da área de segurança. Nesse sentido, para ser homologado um caminhão tinha de rodar ao menos 1,6 milhão de quilômetros em testes. Além disso, o Supercargo 2040 começou a apresentar superaquecimento.

Dessa forma, os possíveis investidores desistiram de financiar o projeto. Foi o caso da Mercedes-Benz, que retirou o apoio à construção em série do caminhão. Ou seja, estava decretado o fim de um dos caminhões com desenho mais incomum do mundo.

Caminhão conceito dos anos 70 foi o mais extravagante do seu tempo
Divulgação

Finalmente, o paradeiro do protótipo das fotos acima é desconhecido. Porém, muitos especialistas acreditam que o modelo esteja intacto e guardado em algum lugar da Alemanha. Contudo, antes de sair da mira dos holofotes o Supercargo 2040 brilhou nas telinhas.

O protótipo alemão participou da série de televisão norte-americana The Highwayman. A produção era um misto de aventura e ficção científica futurista. O piloto foi ao ar no fim de 1987. Em seguida, foram exibidos nove episódios. Porém, a produção não foi transmitida no Brasil.  

Deixe sua opinião