BYD entrega os primeiros caminhões elétricos para a Corpus Saneamento

Empresa de coleta de resíduos terá na frota 200 modelos da montadora chinesa, 21 deles chegam ainda este ano

Os primeiros BYD eT8a da Corpus Saneamento Crédito: Foto: BYD

A negociação entre a Corpus Saneamento e Obras e a fabricante de veículos chinesa BYD realizada em maio passado começa a se tornar realidade. A empresa de coleta de resíduos em atuação em munícipios de São Paulo e Espírito Santo recebeu os primeiros seis caminhões elétricos de um total de 200 unidades. As entregas iniciais fazem parte de um lote de 21 caminhões que deverão desembarcar no País ainda este ano.

Os BYD eT8a, em viagem de navio desde o início de junho, quando partiram da cidade de Changsha, na China, representam o começo do que será a maior frota de caminhões elétricos do segmento de limpeza urbana do Brasil.

Os veículos, em versão 4×2, têm peso bruto total técnico de 21.000 kg e autonomia estimada de oito horas de operação a cada recarga, em torno de 200 km. De acordo com a empresa, as baterias, a base de tecnologia exclusiva de fosfato de ferro lítio, são recicláveis e garantem uma vida útil de até 30 anos.

Como frequentemente adotado nos veículos movidos a bateria, os caminhões possuem tecnologia de recuperação de energia por meio do uso dos freios, tanto o de serviço quanto o de motor, auxiliando na manutenção da autonomia durante a operação. Os veículos desenvolvem 153 kgfm de torque, disponível a partir do início da aceleração, de acordo com a BYD, o maior da categoria. “Uma revolução em relação aos convencionais, que possuem menos torque e somente a rotações bem mais elevadas”, defende Carlos Roma, diretor de vendas da BYD do Brasil.

Antes de entrarem em operação, os eT8a receberão compactadores de resíduos desenvolvidos em parceria com a Danfoss. Baseado em sistema eletro hidráulico, o projeto elimina as tradicionais alavancas de acionamento por botões, resultando em mais eficiência energética e menos ruído de funcionamento.

Além da redução do barulho, que eleva o conforto dos cidadãos, a emissão zero de gases é certamente uma das maiores contribuições. “Com os caminhões elétricos deixaremos de emitir por veículo aproximadamente 14 toneladas de CO2 a cada mês”, conta Charles Fioravante, gerente de manutenção de frota da Corpus. “Comparado ao motor a combustão, 1 litro de diesel produz em torno de 4 quilos de C02, sendo que o consumo de um caminhão é por volta de 10 litros por hora e trabalha cerca de 360 horas por mês. Depois, o desempenho é bem superior em todas as condições de operação, chegando a ser sete vezes mais eficiente.”

De acordo com o cronograma, no ano que vem chegam mais 60 unidades do eT8a e o restante ao longo dos próximos quatro anos.


Notícias relacionadas