Redação

27/10/2020 - 3 minutos de leitura.

Aluguel de caminhões agora é realidade na InfraBrasil

Transportadora de cargas para mineradoras se rendeu ao aluguel de caminhões por causa das vantagens do modelo de aquisição. Segundo a empresa, a tendência é ampliar contratos daqui para frente

aluguel de caminhões
Crédito: Divulgação/Marbor

A InfraBrasil  fechou seu primeiro contrato de aluguel de caminhões. A empresa, que opera em transporte de cargas para mineradoras com 250 equipamentos próprios, locou da Marbor Frotas Corporativas 20 veículos Mercedes-Benz, Axor 4144. Eles serão usados para serviços de mineração da Vale. O objetivo da InfraBrasil é fazer novos contratos de locação em breve.

Proprietário da transportadora, Christiano Kunzler explica que a empresa sempre optou por uma frota própria. Contudo, decidiu mudar o modelo de aquisição por causa das vantagens competitivas oferecidas para alugar um veículo. “Com as taxas de juros baixas, é uma tendência que locadoras capitalizadas como a Marbor se tornem mais robustas e que as empresas usuárias dos veículos tenham mais foco no seu negócio e não na compra de ativos.”

Essa mudança na forma de adquirir novos caminhões chega em um momento positivo para a empresa. Mesmo com a crise provocada pela pandemia de covid-19, a InfraBrasil projeta um crescimento de 70% em 2020 e acima de 100% em 2021. Kunzler credita esses resultados a uma série de fatores. “Estamos com uma equipe operacional, comercial e técnica que soube aproveitar o momento favorável da mineração”, diz.

Aluguel de caminhões: tendência de crescimento

Esse movimento de mudança para o aluguel de caminhões vem ocorrendo gradativamente no setor de transporte. A modalidade de aquisição ainda engatinha no Brasil – menos 1% da frota de 33 milhões de caminhões é alugada. Mesmo assim, tem grande potencial para crescer. O Estradão já mostrou, por exemplo, que a VAMOS, que detém 80% desse mercado, está investindo R$ 1 bilhão em novos veículos neste ano. Em uma das compras, encomendou 1.350 caminhões da Volkswagen Caminhões e Ônibus para colocá-los à disposição para locação.

No caso da Vamos, a maior demanda de aluguel vem do agronegócio que utiliza 40% da frota. Depois vem os setores de logística de transporte com 20% de participação.

Notícias relacionadas