Notícias

Salário do caminhoneiro em São Paulo é de R$ 2.026

Embora o salário do caminhoneiro seja considerado adequado, número de emissões de CNH das categorias C e D vem caindo no País

Aline Feltrin

17 de jun, 2021 · 5 minutos de leitura.

Motorista de caminhão
Crédito:Scania/Divulgação
A profissão de motorista está entre as 10 mais emergentes dos últimos cinco anos

O salário do caminhoneiro que trabalha em transportadoras paulistas é de, em média, R$ 2.026. Assim, em Barueri, na região metropolitana da capital, e Jundiaí, no interior do Estado, estão os melhores salários. Ou seja, de, em média, R$ 2.043 e R$ 2.035.

Leia também: Volvo lança nova cabine F de caminhões no Brasil

 

Em síntese, esses são alguns dos principais dados apurados no estudo anual feito pelo Instituto Paulista do Transporte de Cargas (IPTC). Nesse sentido, o relatório feito em conjunto com o Sindicato Paulista de Transportes de Carga de São Paulo e Região (SETCESP) mostra as médias de salário por região.

Segundo o diretor do IPTC, Fernando Zingler, o salário do caminhoneiro pode ser maior. Ou seja, em São Paulo, chega a R$ 4 mil ou R$ 5 mil. De acordo com ele, é preciso considerar os benefícios, participação nos lucros e horas extras, entro outros adicionais.

Seja como for, o relatório indica que o salário do caminhoneiro vem crescendo. Nesse sentido, em ritmo maior do que a correção do piso da categoria, que é de R$ 1.930. Segundo Zingler, isso vem se consolidando nos últimos anos.

De acordo com ele, em São Paulo a evolução acima da média nacional vem ocorrendo há cerca de 10 anos. No mesmo sentido, estudo recente do IPTC mostra que, em média, o salário do caminhoneiro cresceu 24,5% no País em cinco anos.

Salário de ajudantes

De acordo com o relatório, a média salarial dos ajudantes é de 1.352,84. Diferentemente do que ocorre com o salário do caminhoneiro, há uma inversão no ranking das cidades onde o valor é maior.

Ou seja, Jundiaí lidera o ranking, com média de R$1.386,15. Assim, Barueri aparece logo atrás, com salário médio de R$ 1.371,62.

Por sua vez, em São Paulo o salário médio do ajudante é de R$ 1.368,32. Além disso, foram registradas 3.179 novas contratações de ajudantes no Estado ao longo de 2020.

Falta de motoristas

Segundo Zigler, o salário do caminhoneiro em São Paulo é considerado satisfatório pelos profissionais. Contudo, as empresas está tendo cada vez mais dificuldade para contratar novos profissionais.

Nesse sentido, pesquisa do Setcesp feita em 2020 mostra que o Estado é um dos que mais perdem motoristas. Bem como o Rio de Janeiro e toda a região Sul do Brasil.

Continua depois do anúncio

No sentido oposto estão Pará, Tocantins, Pernambuco, Ceará e Mato Grosso do Sul. Ou seja, esses Estados estão no grupo dos que mais contratam motoristas de caminhão.

Seja como for, o Setcesp aponta que, entre 2015 e 2020, houve queda de 18% no número de emissões de CNH das categorias C e D no Brasil. No mesmo sentido, em São Paulo a redução foi de 27%.

De acordo com Zigler, os mais jovens não se interessam pela profissão. "Ter de ficar longe de casa por muitos dias e a ideia que há baixa qualidade de vida afastam os mais novos desse caminho", diz.

Ou seja, isso ajuda a explicar o aumento da faixa etária dos caminhoneiros no País. Em outras palavras, os motoristas de caminhão têm, em média, entre 40 e 50 anos.