Notícias

Salário do caminhoneiro em São Paulo é de R$ 2.026

Embora o salário do caminhoneiro seja considerado adequado, número de emissões de CNH das categorias C e D vem caindo no País

Aline Feltrin

17 de jun, 2021 · 5 minutos de leitura.

Motorista de caminhão" >
Crédito:Scania/Divulgação
A profissão de motorista está entre as 10 mais emergentes dos últimos cinco anos

O salário do caminhoneiro que trabalha em transportadoras paulistas é de, em média, R$ 2.026. Assim, em Barueri, na região metropolitana da capital, e Jundiaí, no interior do Estado, estão os melhores salários. Ou seja, de, em média, R$ 2.043 e R$ 2.035.

Leia também: Volvo lança nova cabine F de caminhões no Brasil

 

Você também vai gostar de


Em síntese, esses são alguns dos principais dados apurados no estudo anual feito pelo Instituto Paulista do Transporte de Cargas (IPTC). Nesse sentido, o relatório feito em conjunto com o Sindicato Paulista de Transportes de Carga de São Paulo e Região (SETCESP) mostra as médias de salário por região.

Segundo o diretor do IPTC, Fernando Zingler, o salário do caminhoneiro pode ser maior. Ou seja, em São Paulo, chega a R$ 4 mil ou R$ 5 mil. De acordo com ele, é preciso considerar os benefícios, participação nos lucros e horas extras, entro outros adicionais.

Seja como for, o relatório indica que o salário do caminhoneiro vem crescendo. Nesse sentido, em ritmo maior do que a correção do piso da categoria, que é de R$ 1.930. Segundo Zingler, isso vem se consolidando nos últimos anos.

De acordo com ele, em São Paulo a evolução acima da média nacional vem ocorrendo há cerca de 10 anos. No mesmo sentido, estudo recente do IPTC mostra que, em média, o salário do caminhoneiro cresceu 24,5% no País em cinco anos.

Salário de ajudantes

De acordo com o relatório, a média salarial dos ajudantes é de 1.352,84. Diferentemente do que ocorre com o salário do caminhoneiro, há uma inversão no ranking das cidades onde o valor é maior.

Ou seja, Jundiaí lidera o ranking, com média de R$1.386,15. Assim, Barueri aparece logo atrás, com salário médio de R$ 1.371,62.

Por sua vez, em São Paulo o salário médio do ajudante é de R$ 1.368,32. Além disso, foram registradas 3.179 novas contratações de ajudantes no Estado ao longo de 2020.

Falta de motoristas

Segundo Zigler, o salário do caminhoneiro em São Paulo é considerado satisfatório pelos profissionais. Contudo, as empresas está tendo cada vez mais dificuldade para contratar novos profissionais.

Nesse sentido, pesquisa do Setcesp feita em 2020 mostra que o Estado é um dos que mais perdem motoristas. Bem como o Rio de Janeiro e toda a região Sul do Brasil.

Continua depois do anúncio

No sentido oposto estão Pará, Tocantins, Pernambuco, Ceará e Mato Grosso do Sul. Ou seja, esses Estados estão no grupo dos que mais contratam motoristas de caminhão.

Seja como for, o Setcesp aponta que, entre 2015 e 2020, houve queda de 18% no número de emissões de CNH das categorias C e D no Brasil. No mesmo sentido, em São Paulo a redução foi de 27%.

De acordo com Zigler, os mais jovens não se interessam pela profissão. "Ter de ficar longe de casa por muitos dias e a ideia que há baixa qualidade de vida afastam os mais novos desse caminho", diz.

Ou seja, isso ajuda a explicar o aumento da faixa etária dos caminhoneiros no País. Em outras palavras, os motoristas de caminhão têm, em média, entre 40 e 50 anos.