Gestão

Paranaguá ganha pátio para 240 caminhões com vigilância 24h

Novo local no porto de Paranaguá tem segurança 24h, banheiros, cozinha, área de lazer e vai receber supermercado e consultórios médicos

Décio Costa

12 de set, 2021 · 3 minutos de leitura.

Novo pátio amplia a capacidade de estacionamento para caminhões em Paranaguá" >
Novo pátio amplia a capacidade de estacionamento para caminhões em Paranaguá
Crédito:Fastfrete/Divulgação
Novo pátio amplia a capacidade de estacionamento para caminhões em Paranaguá

Paranaguá, no Paraná, um dos mais importantes portos do País, tem um novo pátio de estacionamento de caminhões. Segundo a Fastfrete, plataforma online de gestão e cotação de fretes, é uma alternativa interessante para o caminhoneiro. Nesse sentido, a área fica perto do pátio de triagem, tem 240 vagas e circuito interno de segurança que funciona 24 horas por dia.

LEIA TAMBÉM: DT-e facilitará transporte e servirá para comprovar renda

Além disso, há banheiros, cozinha e área de lazer. De acordo com Fastfrete, em breve o local vai ter também um supermercado. Bem como consultórios de atendimento médico e odontológico. Assim, o local vai oferecer comodidade ao caminhoneiro, de acordo com Valdécio Bombonatto, um dos idealizadores do empreendimento.

De acordo com ele, o pátio vai servir a quem aguarda para descarregar. Bem como aos que precisam descansar antes de segui viagem. Da mesma forma, dá até para deixar o caminhão tinindo. Nesse sentido, o pátio em Paranaguá conta com um sistema muito prático de limpeza do caminhão.

Pátio de Paranaguá tem soprador de ar

Ou seja, trata-se de um soprador de ar. Assim, o motorista não precisa subir na carroceria para fazer a limpeza manual. O dispositivo é rápido e também garante segurança. Isso porque reduz o risco de acidentes, como quedas, bem como contato direto com detritos e insetos, por exemplo.

Paranaguá é um dos mais importantes portos para o escoamento de produtos agrícolas do Brasil. Em outras palavras, após a colheita da safra, recebe cerca de 2,5 mil caminhões por dia. Anteriormente, a infraestrutura era precária.

Como resultado, havia filas de caminhões na BR-227 com mais de 60 quilômetros de extensão. Assim, os caminhoneiros eram obrigados a ficar no acostamento por vários dias até chegar ao pátio de triagem. Porém, investimentos feitos nos últimos dez anos acabaram com esse problema.