A volta do Fiat Ducato

Agora importado do México, utilitário chega em oferta de treze versões com preços a partir de R$ 108.500

Nova geração Fiast Ducato Crédito: Fiat

Desde que a produção do Fiat Ducato foi suspensa na fábrica de Iveco, em Sete Lagoas (MG), no fim de 2016, as vendas do utilitário vinham recuado pouco a pouco. Segundo dados da Fenabrave, encerrou aquele ano com 2.903 unidades negociadas, o que representou participação de 13,8% no segmento de furgões, e somou, em 2017, 1.544 modelos licenciados, fatia de 8,31%.

O enredo de queda do comercial leve deverá começar a mudar com o lançamento de sua nova geração, disponível na rede a partir de fevereiro. Desta vez, importado do México, o modelo chega ao País completamente renovado em oferta com treze versões, dentre as quais a inédita Chassi, a mais em conta da gama, o que amplia as possibilidades de atuação do veículo para diferentes aplicações.

Na linha ainda as chamadas versões Cargo, que reúnem três furgões e duas ambulâncias, quatro opções de passageiros, os Minibus, e duas versões Multi, destinadas para transformações em pequenos negócios, food truck, por exemplo.

O novo Ducato cresceu em todas as dimensões em relação à geração anterior, o que se traduz em mais espaço para motorista e ajudantes, como também mais área no compartimento de carga. O modelo ficou 6 centímetros mais largo, 10 cm mais alto na versão com teto baixo e 5 cm a mais na com teto alto. Nas opções com entre-eixos curto, ganhou 16 cm de comprimento, no médio, 26 cm, e mais 34,5 cm nas configurações com entre-eixos longo. Na prática, as novas medidas oferecem 15% a mais para acomodar mercadorias.

O Ducato 2018 traz motor 2.3 turbodiesel produzido na fábrica da FPT em Sete Lagoas. Chamado de F1A, desenvolve 130 cv a 3.600 rpm (3 cv a mais em relação ao anterior) e torque de 32,7 kgfm a 1.800 rpm. Na transmissão o modelo ganhou câmbio de manual de 6 marchas. De acordo com a fabricante, o novo trem de força é capaz de proporcionar até 10% de redução no consumo de combustível.

A Fiat garante também que o novo Ducato, com o rearranjo feito na suspensão, composta de rodas independentes na dianteira e eixo rígido traseiro com molas fixadas na carroceria, resultou em uma redução de 30% no desgaste dos pneus.

Equipamentos de segurança não faltam à nova oferta da Fiat. O Ducato traz controles eletrônicos de tração e de estabilidade freios a disco nas quatro rodas com o obrigatório sistema ABS e assistente de partida em rampas. O transportador ainda pode optar por mais de 29 acessórios desenvolvidos pela Mopar especialmente para o utilitário, desde sistema de iluminação de LED a retrovisor central com câmera de ré.


Notícias relacionadas