Vendas de caminhões registram alta de 78% em abril

Quedas na taxa de juros e na inadimplência favorecem maior oferta de crédito

Vendas de caminhões em ritmo acelerado Crédito: Volvo Trucks

Apesar da base de comparação ainda ser baixa, o balcão de negócios com caminhões se mostrou movimentado no mês passado. De acordo com o balanço da Fenabrave, a federação que reúne as concessionárias do País, em abril os licenciamentos somaram 6.233 unidades, avanços de 78,41% sobre os emplacamentos registrados no mesmo mês do ano passado, de 3.488 caminhões, e de 4,27% em relação aos 5.968 vendidos em março.

No acumulado de janeiro a abril, o mercado absorveu 20.891 caminhões ante os 13.159 emplacamentos apurados no mesmo quadrimestre de um ano antes, variação que representou expansão de 56,76% nas vendas.

Segundo as projeções revisadas da Fenabrave, o segmento de caminhões deve registrar alta 17% nos emplacamentos de 2018, para 60.919 unidades emplacadas. No início do ano, a federação estimava crescimento menor, de 9,5%.

“A queda na inadimplência aliada ao recuo da taxa de juros vem contribuindo com o setor automotivo como um todo”, avalia Alarico Assumpção Júnior, presidente da Fenabrave. “Atualmente, a inadimplência da carteira de crédito, com recursos livres para pessoas físicas, é 2,5%, e para pessoas jurídicas, 3,6%. Estes resultados são os menores desde abril de 2011, fatores que favorecem a oferta de crédito pelas instituições financeiras.”

Nos primeiros quatro meses do ano, a Mercedes-Benz segue na liderança das vendas com 6.068 caminhões emplacados ou 29,05% do mercado. A Volkswagen Caminhões e Ônibus, na vice-liderança, encerrou o período com 26,04%, (5.441 unidades licenciadas), a Volvo com 13,06% (2.729), a Scania com 11,79% (2.464) e a Ford, em quinto lugar, vendeu 2.244 caminhões, o que representou participação de 11,68%.


Notícias relacionadas