Venda de caminhões supera o acumulado do ano passado

Apenas em novembro, o desempenho do mercado registrou crescimento de 45%

Foto: Dan Boman/Scania

Os licenciamentos de caminhões de janeiro a novembro somaram 45.894 unidades, alta de 0,10% sobre os 45.846 emplacamentos registrados no mesmo período de 2016. Apesar do leve crescimento, o mercado de veículos pesados de carga não apurava resultado positivo no acumulado do ano desde 2014. Os dados são da Fenabrave, a federação que reúne as distribuidoras de veículos, divulgados na sexta-feira, 1º de dezembro.

Somente em novembro, as vendas de 5.495 caminhões acusaram altas de 8,7% em relação às 5.055 unidades vendidas em outubro e de 45,45% na comparação com os 3.778 caminhões emplacados um ano antes.

O comportamento do mercado no mês passado não trouxe alterações no ranking vendas das fabricantes. A Mercedes-Benz segue na liderança com venda de 1.516 caminhões, o que representou participação de 27,6%. A MAN Latin America vem logo atrás com 1.443 unidades vendidas das marcas MAN e Volkswagen, fatia de 26,3%.

A Ford Caminhões se mantém no terceiro lugar, com 821 unidades licenciadas ou 14,94% do mercado. Os 724 veículos emplacados da Volvo proporcionaram à montadora a quarta posição e fatia de 13,18%. Depois, na quinta colocação, aparece a Scania com vendas de 677 caminhões, o que representou participação de 12,32%.

A lista de dez fabricantes segue com DAF (2,89%), Iveco (2,6%), Agrale (0,16%), Foton (0,15%) e Hyundai (0,04%).

 


Notícias relacionadas