Sistemas inteligentes da ZF

Funções de assistência autônoma impedem riscos de acidente

Foto:ZF

Mais segurança e eficiência por meio da condução automatizada são tendências de mobilidade que estão em evidência no segmento de veículos pesados. Atenta a esse movimento, a ZF desenvolveu um sistema de assistência ao motorista com o intuito de reduzir drasticamente os acidentes de trânsito.

Os resultados das pesquisas são as funções Highway Driving Assist (HDA), que evita a mudança não intencional de faixa, e Evasive Maneuver Assist (EMA), que faz o caminhão desviar e frear de forma independente para não bater no carro da frente.

Já a função autônoma de manobra SafeRange leva o veículo a estacionar automaticamente em terminais de carga e descarga, com precisão, eficiência e sem emissão de poluentes graças a tecnologias inteligentes integradas. Para viabilizar a aplicação dos sistemas, a ZF integrou funções autônomas de condução, fazendo com que o programa batizado de Innovation Truck possa “ver, pensar e agir”.

Um risco recorrente ao motorista é quando o trânsito para de forma repentina na rodovia. Se a reação dele for muito demorada, a consequência é a colisão que pode ser fatal.

Se estiver dotado da função EMA, o veículo detecta quando uma frenagem de emergência não é suficiente para estancá-lo a tempo. Se a batida for inevitável, o EMA, ativado por um movimento de direção do motorista para a esquerda ou direita, assume o comando do caminhão juntamente com o semirreboque e conduz o veículo com segurança para uma faixa livre ou para o acostamento.

Quando se trata de permanecer na faixa de rodagem, o HDA oferece proteção contra as graves consequências que a falta de atenção, distração ou cochilo ao volante podem causar. Além de alertar o motorista quando o veículo está saindo involuntariamente da pista, o sistema mantém a composição veicular de forma automática e ativa na faixa, além de manter distância segura do veículo da frente em qualquer velocidade.

A ampla integração e automatização dos sistemas e funções também aumentam a eficiência e a segurança nos terminais e hubs de transbordos. Afinal, as colisões durante as manobras frequentemente levam a danos custosos e muito tempo de parada do veículo, sem contar que prolongam a operação de carga e descarga.


Notícias relacionadas