Pesados dominam as vendas no primeiro trimestre

Caminhões da categoria representaram 44% dos emplacamentos de janeiro a março

Caminhões pesados impulsionam as vendas Crédito: Dan Boman/Scania Trucks

Os negócios no primeiro trimestre do ano foram impulsionados por caminhões pesados. De acordo com o balanço do período da Fenabrave, a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores, do acumulado de 14.669 unidades licenciadas nos três primeiros meses, 6.460 dizem respeito a modelos da categoria, o que representou 44% das vendas no acumulado.

No ranking dos dez caminhões mais vendidos nos três primeiros meses de 2018, cinco deles são cavalos-mecânicos, quatro representam o segmento de leves e apenas um é semipesado. Os dados apontam que a recuperação do mercado de caminhão é proveniente das demandas pelo transporte de carga por longas distâncias.

É exatamente a vocação do Scania R440, que se mantém na liderança das vendas tanto o mercado total de caminhões quanto na categoria de pesados. De janeiro a março, o mercado absorveu 974 unidades do modelo, participação de 15,08% em seu segmento.

Logo atrás do representante da Scania, o segundo mais vendido no trimestre foi o rival Volvo FH540, outro modelo destinado ao transporte rodoviário de longas distâncias. O veículo acumulou 741 licenciamentos, participação de 12,24% nas vendas de pesados.

O Volkswagen 24.280 ocupa o terceiro lugar do ranking dos dez mais vendidos e o único representante semipesado da lista. O veículo encerrou o período na liderança da categoria com 583 emplacamentos ou 17,55% das vendas acumulados do segmento, de 3.321 unidades.

Mais dois representantes da Volkswagen Caminhões defendem o quarto e o quinto lugar, os leves 8.160 e 10.160, respectivamente. O primeiro lidera a categoria com 581 unidades vendidas no acumulado do ano até março, o que proporcionou participação de 18,94% de 3.067 vendas do segmento. O segundo é o vice-líder dos leves, com 503 emplacamentos nos três primeiros meses, participação de 16,40%.

O sexto lugar dos dez mais vendidos também mostra avanço significativo do Mercedes-Benz Actros 2651. O modelo termina o trimestre como o terceiro mais emplacado na categoria de pesados, com 440 licenciamentos ou 6,81% das vendas do segmento. No ano passado, o cavalo-mecânico encerrou o período como o sétimo mais vendido dentre os pesados, acumulando 719 unidades negociadas nos dozes meses ou fatia 3,80% na categoria.

O leve Accelo 1016 garantiu o sétimo lugar no ranking com vendas acumuladas de 426 unidades ou participação de 13,89% nos negócios da categoria.

No oitavo lugar mais um mais um pesado, o Volvo FH460. De janeiro a março, o cavalo-mecânico somou 425 emplacamentos, o que representou 6,58% das vendas do segmento.

Com 378 unidades, o Mercedes-Benz Axor 3344 garantiu a nona posição do ranking dos dez mais vendidos e o quinto dentre os pesados com fatia de 5,85%.

Outro Mercedes-Benz, o Accelo 815, encerra o ranking. Nos três primeiros meses, os emplacamentos do modelo somaram 374 caminhões, participação de 12,19% das vendas de leves.


Notícias relacionadas