Modelos DAF 2018 ganham novos itens de série e opcionais

Caminhões agora têm sistema de desligamento automático do motor

DAF XF105 e CF85 Crédito: DAF

A DAF incorporou novidades nos modelos XF105 e CF85 fabricados em 2018. A partir deste ano todos os veículos da marca sairão da fábrica de Ponta Grossa (PR), com dispositivo de desligamento do motor. Caso o caminhão fique por cinco minutos em marcha lenta, o recurso alerta o motorista da inatividade prolongada e desliga o motor automaticamente.

Segundo a marca, em situações e alta demanda por transporte, o recurso se mostra como mais uma ferramenta para reduzir os custos operacionais, em especial com o combustível.

Na composição de equipamentos para os produtos, o cliente agora também pode optar pelo chamado farol Skylight para os CF85. O conjunto ótico, instalado para parte superior da cabina e já oferecido nos modelos XF105, amplia o faixo de iluminação do motorista nas estradas, o que garante mais segurança aos usuários.

Para os XF105, a versão com cabine Space, intermediária na linha, entre a Comfort e a Super Space, conta agora com a possibilidade de sair de fábrica com defletores laterais instalados. O acessório permite melhor arrasto aerodinâmico para diferentes implementos rodoviários. E, na Super Cab, o aprimoramento é no visual interno, com a inclusão, de série, de revestimento que aparenta madeira.

A DAF é a mais recente fabricante de caminhões a se instalar no País. A empresa investiu US$ 320 milhões para construir uma fábrica em Ponta Grossa, onde começou atividades em outubro de 2013. No local são produzidas as linhas XF105 e CF105, além de motores.

Em virtude da crise no segmento de caminhões dos últimos quatro anos, muitos dos planos iniciais da empresa tiveram de ser prorrogados. Ainda assim e com volumes de vendas bem menores na comparação com as concorrentes, a montadora aos poucos consolida espaço no mercado.

No ano passado, foram licenciados 1.048 produtos da marca, o que representou crescimento de 55,7% relação ao volume negociados em 2016, de 673 unidades. Evolução muito acima da alta registrada pelo desempenho de pesados, categoria na qual a empresa atua no País, de 23,7%, para 18.747 caminhões.

O resultado obtido proporcionou à DAF conquistar mais um ponto porcentual de participação no segmento de caminhões pesados, de 4,5% que tinha no fim de 2016 para 5,6%, em 2017.


Notícias relacionadas