Mercedes-Benz reforça oferta do Accelo

Caminhão ganhou cabine estendida e opção de câmbio automatizado

Mercedes-Benz Accelo Foto: Mercedes-Benz

A linha de caminhões leves e médios Accelo recebeu uma enxurrada de inovações com o objetivo de melhor posicionar sua oferta, especialmente para atender aplicações de distribuição urbana de carga. O transportador agora leva um veículo mais confortável e espaçoso, como também pode optar por mais eficiência nas operações com a atuação de um câmbio automatizado.

“A família Accelo já tem o motor com o maior volume volumétrico da categoria, superdimensionado para o segmento, mas o cliente queria mais”, conta Marcos Andrade, gerente de marketing de produto caminhão da fabricante. “Ao todo, a linha 2018 do Accelo ganhou quinze inovações.”

Com a extensão de 180 milímetros adicional na cabine do Accelo, o interior do caminhão também ganhou aprimoramentos e novos recursos. O banco do motorista foi recuado em 25 mm, o que permitiu ampliar o curso de ajuste de distância e, assim, adequar o posto de comando a qualquer biotipo de motorista. Soma-se ao trabalho da engenharia, a introdução de sistema pneumático como item opcional, garantindo maiores possibilidades de regulagens e conforto.

O painel ficou mais prático e funcional com a inclusão de informações como pressão da turbina, alarme de velocidade, consumo de combustível em litros e tempo de funcionamento em marcha lenta. As novas leituras prometem monitoramento mais eficaz para a condução do veículo.

Dirigir o Accelo também pode ficar mais confortável e, ao mesmo tempo, trazer resultados mais eficientes para a operação de transporte de cargas. Como item opcional (a partir de março de 2018), a Mercedes-Benz passará a oferecer câmbio automatizado de 6 velocidades da Eaton. A transmissão do tipo é reconhecida por evitar falhas de trocas de marchas, prolongar a vida útil de componentes e reduzir o consumo de combustível.

O equipamento tem funções Eco e Power, o primeiro para conduções mais econômicas e, o segundo, privilegia o desempenho com trocas de marcha em rotação mais altas. Tem ainda sensor de inclinação da pista, assistente de saída em rampa, alerta de sobrecarga da embreagem e kickdown no pedal do acelerador que, ao ser pressionar até o fim de seu curso, o sistema reduz a marcha para melhor resposta do motor. O modelo também ganha controle de tração.

Integram ainda os aperfeiçoamentos do Accelo itens de produtividade muito procurados: tanque de combustível adicional de 150 litros (disponível como opcional), elevando para 300 litros a sua capacidade total, e novo conjunto de válvulas reguladoras, filtro secador e separador de óleo que tira a umidade do sistema por conta própria, evitando o processo de purga dos tanques de ar.

“As novidades reforçam uma linha de veículos já consagrada por sua versatilidade e eficiência no transporte de carga e distribuição de produtos em áreas urbanas”, resume Roberto Leoncini, vice-presidente de vendas, marketing e pós-venda da Mercedes-Benz do Brasil. “Os aprimoramentos da linha Accelo decorrem da evolução do Econfort, filosofia de desenvolvimento dos caminhões da marca que assegura um alto padrão de economia, conforto, força e desempenho no transporte.”


Notícias relacionadas