AOES, o caminhão elétrico da Cummins

Empresa se prepara para diversificar a produção de motores para as futuras demandas da indústria

Foto: Cummins

A Cummins revelou pela primeira vez uma solução 100% elétrica para ser adotada em caminhões pesados, um protótipo baseado em um cavalo-mecânico 4×2 com capacidade para tracionar 20 toneladas de carga. O AEOS, como foi chamado, foi apresentado durante evento para funcionários, autoridades e imprensa no centro tecnológico da empresa em Columbus, em Indiana, nos Estados Unidos.

A tradicional fabricante de motores a diesel adianta não tem a menor intenção de produzir veículos, mas de mostrar do que é capaz para atender às futuras demandas da indústria de caminhões, além de diversificar a produção de powertrain. Para o AEOS a Cummins adotou uma bateria de 140 KWh com peso semelhante ao conjunto mecânico que substitui: motor convencional de 12 litros a diesel, transmissão, sistema de pós-tratamento de gases e tanque de combustível.

De acordo com a empresa, o caminhão conceito promete autonomia de 100 milhas, em torno de 160 km, com uma única carga, mas extensível para 300 milhas (480 km) com o uso de baterias adicionais, o que comprometeria a capacidade de carga do veículo.

O AEOS ainda utiliza sistema de frenagem regenerativa para a recarregar a bateria e, no teto, traz painéis para captação de energia solar. Também com o objetivo de melhorar o arrasto aerodinâmico, os engenheiros substituíram os espelhos retrovisores por um conjunto de câmeras.

Segundo a fabricante, tanto o powertrain adotado quanto o caminhão permitirão à empresa obter mais conhecimento para a eletrificação de veículos ainda maiores.

“Como fornecedor global para clientes comerciais e industrias, além de inigualável rede de atendimento e suporte, estamos melhor posicionados do que qualquer outra empresa para desenvolver novas e emergentes tecnologias”, diz em nota Rich Freeland, presidente e diretor de operações da Cummins. “Ao longo do século passado, nossa capacidade de inovar e adaptar contribuiu para o nosso sucesso e estamos confiantes que também agora percorremos o caminho certo.”

Com o AEOS, a Cummins saiu na frente da Tesla, que promete para os próximos dias também revelar as ideias que tem para um caminhão totalmente elétrico.


Notícias relacionadas